Ateliê do Café – Opus 1 Exotic: 1% de cafeína

Ateliê do Café - Opus 1 Exotic com 1% de cafeína. Fazenda Daterra

Mais um café produzido pela Fazenda Daterra, que após anos de pesquisa conseguiu cultivar uma espécie de café que contém, naturalmente, apenas 1% de cafeína. É isso mesmo, naturalmente, sem utilizar o processo industrial de descafeinação. Uma boa opção para quem aprecia um café de alta qualidade, mas que procura evitar beber muito em função da cafeína. O problema estaria resolvido se não fosse por um fator: o preço. Um pacote com 250g do Opus 1 Exotic não sai por menos R$28. Ainda sobre a cafeína, vale ressaltar alguns fatores, já que existem vários mitos sobre esse assunto. O café do tipo arábica possui, naturalmente, uma quantidade baixa de cafeína, quase nunca superior a 2%. Como quase todo café arábica de qualidade superior é aproveitado para elaborar blends, voltados principalmente para uso em máquinas de espresso, logo fica claro que o espresso é uma bebida com menos cafeína que o nosso famoso cafezinho. Mesmo assim, persiste a idéia do café espresso ser “forte”, sinônimo de muita cafeína, nada mais equivocado. Na realidade, um espresso bem tirado, feito com grãos de qualidade e torrefação adequada, é uma bebida suave (o termo velvet é mais apropriado), bastante aromática, pouco amarga e com baixo teor de cafeína. Mas é bom tomar cuidado, já que a quantidade de cafeterias oferecendo espresso de péssima qualidade é muito grande, geralmente empregando blends comerciais de baixo custo, que costumam adicionar café robusta nas suas misturas. O Opus 1 Exotic é um café muito interessante, não pela quantidade de cafeína, mas pela sua qualidade final como bebida. Tirei um espresso muito bom, com cremosidade consistente e aroma agradável, lembrando frutas secas e amêndoas. O final é um pouco áspero, mas sem comprometer a boa impressão. Talvez uma torrefação um pouco mais clara fosse melhor, ressaltando sua delicada acidez e evidenciando sua característica aromática frutuosa.

Onde comprar: Ateliê do café
Preço: R$112/kg

  • Rafael Labate

    Já experimentei o Opus 1 pelo Ateliê e foi fantástico. Minha família adorou.
    Acabei virando cliente cativo.
    Fica a sugestão de fazer o café Bourbon do Ateliê com uma French Press. Minha combinação favorita.

  • Célio

    Ja experimentei os cafés da fazenda Daterra, são todos muito interessantes, vale a péna a degustação, estão de parabéms pelo trabalhp reaçozadp.

    Célio Reis

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Rafaela, as cafeteiras do tipo Moka Express, como as Bialetti, necessitam de uma moagem mais grossa que a comercial. Porém é bom não exagerar, porque se a moagem for muito grossa, o café pode sair fraco. O ideal é procurar uma cafeteria ou micro-torrefadora que oferece uma moagem adequada.

  • Rafaela

    Gostaria de saber como preparar um bom café naquelas cafeteiras italianas Bialeti. Tenho um pouco de dificuldade, já que o café costuma sair muito fraco ou muito forte. Alguma dica?

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Muito bem colocado Cristina. Independentemente da quantidade de cafeína no grão, o processo de preparação interfere na sua extração.

  • Cristina

    Como foi mencionado no texto o café expresso, quando feito a partir de grãos 100% arábica e bem selecionados, possui metade da cefeina que o mesmo café feito no método filtro/coador. A extração da cafeína depende diretamente do tempo de contato do pó com a agua, isto é, no café expresso esse tempo é de 30 segundos enquanto para a preparção de um café de filtro o tempo é de aproximadamente 4 minutos.

  • Daniel

    Provei o café esses dias, é show de bola!!!

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Olá Andrea,

    O Opus 1 Exotic é um café especial, bastante exclusivo, esses produtos custam mais caro mesmo, mas o que provoca a distorção de percepção de preço é o valor do café comercial no Brasil, muito abaixo (em qualidade também) do café especial. Mesmo assim, o Opus 1 é mais caro que a maioria dos cafés especiais produzidos no Brasil.

  • andrea Cristina

    Por que que esse café é tão caro?