Etiópia Yergacheffe e Daterra Collection

Yirgacheffe da IntelligentsiaUm dos melhores blends para espresso que provei recentemente, sem sombra de dúvidas, é o Daterra Collection torrado pelo Ateliê do Café. Tem todas as características que um bom café precisa ter, mesmo assim, ainda é possível refinar esse blend. Como? Com grãos da Etiópia. Valorizo muito o aspecto aromático de um café e, sendo assim, sou fascinado por café africano, principalmente os grãos de Yergacheffe. É difícil achar um café mais frutado que esse etíope, que possui uma grande intensidade aromática, lembrando frutas cítricas e flores. Uma pequena quantidade de grãos Yergacheffe pode “melhorar” qualquer blend para espresso, acrescentando complexidade e refinamento, além da sua deliciosa acidez. É fácil gostar do café etíope, difícil é achar onde comprar. No Brasil é praticamente inexistente e, quando é vendido, não costuma ser de boa qualidade. A Etiópia freqüentemente envolve-se em conflitos e guerras, dificultando ainda mais a comercialização, porém a produção de café é um importante meio de sobrevivência para o povo etíope. Nos Estados Unidos é mais fácil de encontrar. O Yergacheffe é sempre um produto “cult” nas pequenas torrefadoras que vendem a um bom preço, já que a procura costuma ser maior que a oferta. Usei o Yergacheffe torrado pela Intelligentsia, e quem enviou foi um amigo que mora nos Estados Unidos.

O café especial brasileiro é de alta qualidade, porém não é comum encontrar grãos realmente frutados, característica que o café africano tem de sobra. A personalidade típica que me vem a cabeça, quando penso no bom café brasileiro, é a de um café pouco amargo, com baixa acidez, aromas achocolatados com notas de caramelo, nozes e terra. Definitivamente, desconheço cafés frutados, todavia a diversidade da produção brasileira é muito grande e, certamente, devem existir cafés “avinhados”, com maior acidez e aroma cítrico. Alguém já provou?

Grãos Etiópia Yergacheffe x Daterra Collection Ateliê do Café

Enquanto espero por um café brasileiro frutado, faço misturas como a do Daterra Collection com o Yergacheffe da Intelligentsia (70/30), para conseguir um blend maravilhoso para espresso. A textura sedosa e achocolatada do Daterra serve de base para a fruta ácida do Yergacheffe, assim temos um espresso realmente bom. É assim que eu gosto.

  • Dr. Roberto

    Boa tarde Jomar! \Onde vc consegue comprar o Yergacheffe e também gostaria de sua ajuada com outra dica de onde comprar o café para torra (sem torrar), frutado e achocolatado. Estou no interior de SP (próximo de ribeirão preto e campinas). Muito grato!

  • Luciano

    Oi Jomar. Também gostaria de alguma dica de onde posso comprar cafés importados aqui em São Paulo.
    Um abraço

  • Pingback: Ford Edge Espresso Experience #3: o blend e a torrefação

  • http://www.bourboncoffees.com calixto jorge peliciari

    olá amigo, provei um café chamado biloya natural da Etiopia nunca provei um cafe tão frutado…lembra manga madura…otimo café…estou trabalhando em poços de caldas, mas sou da região da alta mogiana onde se encontra cafés de baixa acidez e de uma doçura fantastica otima base pra espresso….obrigado…abraço.

  • Samanta

    Onde vcs estão localizados

  • Fabiano

    Olá Jomar. Finalmente comprei minha máquina de espresso. Gostaria de experimentar esses cafés importados… Existe algum lugar no Brasil onde eu possa comprá-los? Obrigado.

  • Paulo Cesar Junqueira

    Boa Tarde a todos, primeiramente gostaria de dizer que realmente os cafes mencionados sao de qualidades indiscutiveis.E sim, eu ja provei cafes com todas essas caracteristicas que voce menciona, frutado, aroma citrico, floral com acidez que chega até a arrepiar de tao intensa e viva. O que acontecia que, aqui no Brasil realmente nao se encontrava cafes frutados citricos com acidez brilhante e intensa, mas isso a mais 10 anos atrás onde nao se dava muito valor ao cafe especial. hoje a realidade é outra, o que esta na moda são cafes de altissima qualidade e consumidores cada vez mais bem informados. Sou provador de cafe na CCOCARIVE (Cooperativa em Carmo de Minas – MG), Juiz da SCAA(Associação Americana de Cafes especiais) e Juiz no Concurso “Cup of Excellence 2008″ promovido pela BSCA (Associação Brasileira de Cafes Especiais),e digo que aqui em Carmo de Minas, o que mais se destaca são os cafes com esse prefil que voce diz nunca ter provado, se quiser lhe mando alguns dos cafes que sao produzidos por esse pequeno municipio que se destaca pela execelencia do café.

    Feliz natal a todos

  • Léo Moço

    Daniella,

    sou Barista e recentemente venci o campeonato brasileiro da Copa Barista em SP, montei um blend com graos brasileiros do sul de minas, guatemala,ruanda e India… Acho que no Brasil temos cafés maravilhosos mas acredito que a união entre outros tipos de grãos dão um toque a mais em um blend. Cafés Brasileiros sao os melhores para formar a base de um blend mas sinceramente cafés da am. central e africa sao bem superiores em complexidade aromática e perfil de acidez. MAs enfim, como Barista tenho maior interesse em conhecer esse café, qual a marca? consigo amostra? Ou é daqueles cafés que só serve para o gringo comprar? e ainda temos que valorizar nosso café por causa disso?

    Abraços…

  • Daniella Souto

    Trabalho com café especial de uma micro-região do sul de Minas que está em processo de demarcação, assim como os vinhos.
    O café dessa região é de uma qualidade excepcional, tanto que a Illy é uma compradora e a Nespresso já andou sondando por lá.
    Temos que começar a valorizar nosso café.

    Abcs.

    p.s. o café dessa região se diferencia pelo aroma intenso com notas florais cítricas adocicadas, lembrando a tangerina.

  • Kaiser Soze

    Gostaria de saber se posso mandar umas fotos que tenho de 3 cafes africanos que provei recentemente: Harrar, Yirgacheffe, e Sidamos.

    Abracos e sucesso!!

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Boa dica Léo, faz um tempo que não provo nada da Costa Rica, além do que, o La Minita tem uma excelente reputação. Gosto muito dos cafés de Huehuetenango, vale a pena procurar por esse guatemalteco.

  • http://www.flickr.com/photos/baristando Léo Moço

    Wowwww…. grandes escolhas.. Em 2006 escolhi o sweet collection para usar no campeonato carioca e no campeonato brasileiro, realmnte é um dos meus cafés preferidos … Yergacheffe é o que há também mas nunca tive oportunidade de provar um blend com Dat. Coll…

    Mas se tiver oportunidade… tente conseguir um café costa-riquenho LA Minita e blende com Sweet Collection… ótima experi^necia tb…