Piera Martellozzo e os vinhos do Veneto e Friuli

Nem todos os vinhos europeus possuem longa tradição no mercado, muito pelo contrário, é cada vez mais comum vermos produtores centenários se reinventarem para ganhar novos mercados. Esse é caso de Piera Martellozzo, uma italiana do Veneto que herdou o negócio da família — uma vinícola de mais de 100 anos. Piera esteve no Brasil a convite da importadora Vinea, pude conversar com ela no coquetel de divulgação que aconteceu no restaurante Vindouro em Curitiba.

Quando Piera começou, mesmo tendo uma tradição familiar, entendia pouco de vinho. Isso não foi um obstáculo, Piera estudou o assunto, contratou pessoas e tratou logo de traçar um plano estratégico para a sua cantina. Piera afirma ter feito um estudo detalhado dos seus vinhedos, buscando uma perfeita adaptação da variedade de uva ao terreno. O trabalho começou no Veneto, mas Piera foi ambiciosa, expandiu seus domínios no Friuli para produzir seus tintos. Sua atual cantina situa-se na província de Pordenone no Friuli.

No Veneto a produção é focada em espumantes. A variedade Prosecco é usada, mas Piera orgulha-se de usar uvas menos populares, como a aromática Müller-Thurgau e a Raboso, tinta autóctone do Veneto. Todos os espumantes são produzidos pelo método charmat, tudo para manter um caráter leve e frutado.

No Friuli a Piera Martellozzo produz seus tintos. Tradicionalmente o Friuli é terra de ótimo Merlot, embora outras castas também apresentem bons resultados, como Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Pinot Nero e a Refosco dal Peduncolo Rosso.

Os vinhos de Piera Martellozzo são modernos, porém distantes do sabor do Novo Mundo, apresentam ótima tipicidade.

Espumante Müller Thurgau Extra Dry Incontri – R$73

Produzido 100% com uvas Müller Thurgau plantadas nas colinas do Trentino Alto Ádige. Essa variedade de uva é no mínimo controversa, uma vez que é frequentemente empregada na produção de vinhos baratos, como o Liebfraumilch (o famoso vinho alemão de garrafa azul). O Espumante Müller Thurgau é gostoso para aperitivo. Aromas agradáveis de maçã verde e um sutil toques herbáceo.

Espumante Rosé Dry Incontri – R$67

Outro espumante que emprega uvas pouco conhecidas; esse rosé é um corte de Raboso (85%) e Pinot Noir (15%). A Raboso é uma variedade tinta autóctone do Veneto, conhecida por apresentar uma casca escura, polpa rosa e bastante acidez. Espumante bem perfumado, com aromas sedutores de flores e frutas vermelhas. Na boca é fresco, muito embora o equilíbrio entre açúcar residual (25g/l) e acidez favoreça a sensação de doçura.

Terre Magre Merlot Friuli Grave DOC 2007 – R$79

A região do Friuli Grave é reconhecida como um ótimo lugar para a Merlot. O Terre Magre — o nome faz uma alusão ao solo pobre do Friuli — só reforça essa afirmação. É um Merlot jovial, com aroma de frutas negras e ótimos taninos.

Terre Magre Refosco dal Peduncolo Rosso Friuli Grave DOC 2007 – R$98

Piera cultiva várias uvas internacionais, porém não abre mão da originalidade das variedades autóctones italianas. A Refosco é razoavelmente conhecida nessa parte da Itália, mas praticamente desconhecida no resto do mundo. O Terre Magre Refosco é robusto e agradável; possui um perfil aromático exótico. Boa fruta, lembrando ameixas e amoras, um certo toque defumado e de ervas ajudam na complexidade. Na boca é bem equilibrado.

  • http://www.conhecaopantanal.com.br Edelson

    Olá Jackson/Jomar.
    Vocês chegaram a provar o Piera Martellozzo – Prosecco Spumante Incontri?
    Se sim, gostaria de saber o que acharam do mesmo.
    Abraços

  • http://www.cybercook.com.br Viviane

    Olá

    Tudo bem com você?

    Eu sou a Viviane Cavalcante, do Cyber Cook. Estou lhe escrevendo para dizer que o QVinho será citado em nossa sessão recem criada chamada “Aqui tem Comida da Boa”, onde nossa equipe irá regularmente fazer a indicação de blogs que tratam sobre culinária e que tenham a qualidade necessária para que possamos indicá-los aos nossos visitantes.

    Para nós é um grande prazer poder realizar esta indicação, pois só assim atingimos nosso objetivo principal que é divulgar a culinária de boa qualidade para todos na web.

    Caso você deseje colocar o selo em seu blog, acesse este link e cole o código do selo escolhido em seu blog. Lembre-se que este endereço é exclusivo para o seu blog, pois nele tem o link que aponta para a página do Cyber Cook que está a indicação.

    Parabéns e, qualquer dúvida, entre em contato comigo direto pelo Suporte Cyber Cook, sem problemas.