Receita: Hambúrguer grelhado de fraldinha

Hambúrguer, batatas fritas e Coca-Cola, existe uma combinação mais perfeita para representar a fast food? Ou a globalização? Acho que não. O que para alguns ativistas mais engajados representa a dominação do imperialismo norte-americano, para outros significa prazer. Comida rápida, saborosa — ou melhor dizendo, gordurosa — e relativamente “barata”.

Engana-se, porém, quem acha que essa trivial refeição, sinônimo de fast food, não possa ter seu glamour, e por que não, qualidade. Hoje o hambúrguer figura em cardápios de restaurantes muito sofisticados; em Manhattan não é difícil encontrá-lo em criações arrojadas de grandes chefes. O DB Bistrô, casa de posicionamento mais moderno e acessível do chefe Daniel Boulud, por exemplo, oferece em seu cardápio um hambúrguer de mignon com costelinhas assadas, acompanhadas de trufas negras e Foie Gras ($32). Recentemente uma gigante ingressou — claro, mais como uma estratégia de marketing — no segmento dos hambúrgueres ultra caros, a Burger King de Londres. Sim, a Burger King. Esse hambúrguer de edição limitada (deve ser reservado com antecedência por telefone) pode custar $190! Surpreso? É, mas não é qualquer hambúrguer. Que tal:

Carne de Wagyu, também conhecido como Kobe Beef, acompanhada de um presunto Pata Negra, trufas brancas, açafrão iraniano, pão especial além de outras iguarias. Para beber, um refrigerante? Negativo. A sugestão é uma taça de Champagne Cristal ou um Cabernet-Shiraz Australiano. Nada mal!

Mas voltando ao Brasil, também tivemos a abertura de uma enxurrada de hamburguerias trazendo todo tipo de inovação. Hambúrgueres de picanha, mignon, fraldinha, bacalhau, calabresa, frango etc; com as mais variadas opções de acompanhamentos. No entanto, alguns detalhes ainda me incomodam. Um deles é essa mania de copiar o estilo das lanchonetes americanas dos anos 60, e de arrasto, todo o menu.

Não agüento tanto cheddar processado, maionese, catchup, milk shake e refrigerante. Onde está a criatividade? Quem disse que hambúrguer não combina com vinho?

Tá certo, não dá para negar que esses restaurantes, em sua maioria, conseguem oferecer um produto de mais qualidade quando comparado com as franquias Yankees, no entanto ainda deixam a desejar.

Já que o assunto é fast foods da vida, preciso abrir um parenteses para relatar minha última experiência num McDonald´s lá da Paulista (que me perdoem os fãs dessas marcas). Era quase uma hora da tarde e a fome já estava a mil. Feito o pedido e de pacote na mão — como um operário da construção civil — fui procurar uma mesa no segundo piso. O layout repaginado, numa versão cool ao estilo refeitório de empresa Hi-tech do Vale do Silício, até que ficou bonitinho. Mas, como era de se esperar, nesse horário todas as mesas estavam lotadas, porém o lado bom de restaurante fast food é que rapidinho aparece uma vaga. Já acomodado, a dificuldade foi localizar um atendente para limpar a mesa. Coisa difícil. Até dá para entender, eles não vencem recolher os lixos e limpar os banheiros. E, por falar em banheiros, huummm! Piso molhado e grudento que se estende até as escadas. Segure-se para não escorregar. Isso é que eu chamo de uma boa experiência gastronômica!

Antes que me acusem de fresco ou que fui pago pela concorrência para falar mal do McDonald´s, deixo aqui minha opinião: pelo mesmo preço ou até menos que um Big Mac N.1 ou qualquer outro similar da concorrência, sou mais um PF de um bom botequim.

Entretanto, também adoro um hambúrguer, principalmente se for acompanhado com um vinho. Se você também gosta de um hambúrguer delicioso com ingredientes de primeira, tente fazer em casa. É mais saudável e você vai gastar muito menos. Ah, esqueça também essas receitas estúpidas que recomendam fritura, creme de cebola e outras besteiras. Carne de primeira e grelha!

Receita e ingredientes para Hambúrguer (5 pessoas)

  • 1,2 kg de Fraldinha moída na hora
  • 1 cebola média;
  • 2 dentes de alho;
  • Salsinha e cebolinha;
  • Óleo de canola;
  • Sal.

Preparo:

Peça para moer um pedaço de fraldinha ou picanha (tire os excessos de gordura). Misture a carne com a cebola picada, os dentes de alho amassados e a salsinha e cebolinha a gosto. Acrescente sal e um pouco de óleo de Canola para ajudar na liga. Modele com mão ou utilize uma forma para hambúrguer procurando deixar com um espessura de pelo menos 1,5cm. Depois leve os hamburgueres para grelhar num Grill elétrico, ou como prefiro fazer, na churrasqueira. Com brasa intensa e a grelha relativamente baixa, deixe grelhar por aproximadamente 5 minutos de cada lado (a carne deve ficar suculenta por dentro). Depois é só montar no pão com seus ingredientes preferidos: fatia de queijo, bacon, alface e fritas para acompanhar.

Vinho recomendado: Espumante brut ou tinto encorpado

Pode parecer estranho mas um espumante brut pode acompanhar bem um hambúrguer. A acidez incisiva e a refrescância de um borbulhante seco podem funcionar como um excelente contraponto para a gordura da carne e dos temperos. Para servir como um aperitivo ou acompanhar o início da refeição sugiro os espumantes leves como o Reserva da Serra Brut e o Vallontano Brut. Caso você utilize muitos condimentos a melhor saída é acompanhar com um bom tinto, de preferência com boa acidez. Nas últimas vezes provei com um Bleasdale Shiraz-Cabernet Sauvignon (R$62), e um Montes Alpha Syrah 2005 (R$65); combinações pra lá de deliciosas.

  • Giovanni

    Legal que a receita está postada a 4 anos e e vem fazendo sucesso ano após ano! Eu li os comentários e vou fazer o meu mix na churrasqueira esta noite!
    Gostei em especial da mistura de cebola e calabresa na carne, que escolhi a fraldinha mesmo por ser uma carne que eu gosto muito na churrasqueira (assa rapida e só no sal grosso com brasa forte!) Vamos ver no que vai virar o meu burguer!

    Abs.

  • Sidney Siqueira

    Também prefiro um bom PF, ao caro Mc Donald, mais nutritivo, saudadvel e ainda é melhor socialmente pois ajuda no comercio do dono do Buteco.
    Faço meu Hambuguer, uso maminha, até lagarto ou chã, coloco hortelã pimenta, e gotas de malegueta curtida.

  • rosane

    experimenten fazer o hamburgue com uns 3 cm de exp. para ele ficar bem suculento.hummm e maravilhoso.ai vc encrementa no molho a parte vc joga por cima dele fica a seu criterio com bastante alho cebola ralada maça ralada ervas etc. eu gosto com rodelas de cenoura na manteiga ,brocoli so cozido e uma porçao de arroz ai que vem o maravilhoso vinho. cai muito bem afff fiquei com fome.

  • LIMANOVA

    Maravilha essa receita. Eu já havia desistido de comer hamburger industrializado faz bastante tempo. Experimenta você fritar um desses hamburgueres industrializados e depois, deixa esfriar um pedaço dêle na frigideira com a gordura . Depois de bem frio, observe a nojeira de gordura daquelas ENTOPE VEIA que fica grudada (e como) na frigideira .
    Com esta receita acompanhada de uma salada de rúcula acho que posso ainda viver muito tempo.

  • Ostrogloditas

    Opa valeu ae filho da p…, eu fiz a receita e ficou boa pra kramba, mas uma vez meu irmão fez ele usou uma farinha pra ajudar na consistência.

    Recomendo pra todas as p… e todos os filhos da pu…..

    Ass: Ostrogloditas

  • jorge

    amei e otimo o sabor e adoravel

  • http://www.pokerereceitas.blogspot.com Ricardo Teixeira/SP

    Se possível, visitem o site http://www.pokerereceitas.blogspot.com, umas das primeiras receitas é de um delicioso hamburger! Dica: misturar uma liguiça calabreza a carne dá um sabor especial! Retire a pele da liguiça, bata um pouco com uma faca bem afiada e misture no preparo do hamburguer!
    Temos no site, outras receitas de sanduiches refinados, muito bom!

  • José Paulo

    muiiiiiito bom !

  • Alysson Possebon

    Bom, gostei da receita. Fiz uma vez a risca e ousei em experimentar novos ingredientes.
    No lugar da fraldinha utilizei 60% maminha 20% mignon e 20% costela “bananinha” bem tipica aqui em Curitiba. Inseri um pouco de pimenta do reino e manjericão no lugar do cheiro verde.O molho utilizei tomates pomodoro bem picados e cozidos e para equilibrar folhas de rúcula fresca.
    O resultado ao meu paladar foi bom, para acompanhar abri um Merlot Misiones de Rengo.

  • http://boomboxx.vox.com Mr.Garone

    Olha fraldinha não fica muito legal, porém se fizer com miolo de acém com a mesma receita, fica muito melhor do que fazer com fraldinha.

  • Zeca Potrique

    olá a todos, espero poder ajudar bastante todos q participam aq. em primeirio lugar quero alertar para aqueles q estão fugindo das gorduras ou evitando-as, entendão q ñ existe nada melhor q um bom burguer suculento (carne macia e umida) e para q se consiga isso é preciso adicionar gordura boa a carne moida, eu sugiro tres opções. 1-gordura de peito bovino. 2- gordura de bacon. 3-gordura da picanha. sem este produto (gordura) vcs nunca terão um suculento e delicioso burguer, mas ñ para por ai, é preciso tbm ter em sua cozinha um item muito importante, uma frigideira de aço (aquelas mineiras bem pesadas) ou uma chapa tbm de aço pesado, para q a frigideira ou a chapa ñ esfriem apos a carne ser olocada nela, pois se isso acontecer começara a acumular agua e a carne cozinha, deixando assim o burguer cozido e ñ assado. vcs irão perceber a diferença quando fizerem o teste.uma boa dica para esses burguers ficarem ainda mais saborosos é adicionar a eles ervas frescas (tomilho, me]anjericão, salvia, alerim e cebolinha verde) e é claro a cebola q pode ser batida em um liquidificador cm azeite extra virgem, em media uma cebola para 1 xicara de café de azeite. isso é a base para cada kilo de carne tbm. além disso tudo, o espeial alho nosso de cada dia, 2 dentes por kilo de carne.a carne devera ser totalmente limpa ñ importando o tipo da carne(contra filé, picanha, maminha, alcatra, patinho) e ai sim adicionado a gordura boa(gordura amarela do peito do boi) em media para frigideira ou chapa 10% e churrasqueira 20%. por kilo de carne.somente para a picanha nos devolvemos a carne sua gordura propia cm seu percentual de gordura nescessario. outro detalhe importante e na hora de cuidar do fogo, no caso de frigideira ou chapa, inicie cm fogo alto para celar cada lado da carne, depois de feito isso vc podera colocar para o fogo médio, repita isso quando for virar o burguer, sempre colocando-o cm o fogo alto e abaixando após 1 min. de fogo alto. para saber se já esta na hora de virar o burguer, é só perceber se ele já assou até a metade, é só se abaixar e olhar o burguer, nunca esqueçam de assa-lo em fogo médio, fogo alto só para selar a carne, essa tecnica é para que o suco da carne ñ saia pelas extremidades do burguer, mantendo-o sempre suculento e saboroso. é isso pessoal, agora vcs já podem esperimentar essa nova receita e por favor, sem peso na conciencia, é um burgão sim, tem gordura sim e me desulpe Bruno torres… mas comer um burgão sem ketchup… ñ rola pessoal. Bruno, ñ quero me meter no seu paladar, mas esperimente mais algumas vezes cara, sei q vc ira mudar de opnião. só mais uma coisa, o burguer quando grelhado ou assado em churrasqueira perde muita parte da gordura e é ela q ajuda saborizar e amaciar a carne. forte abç para todos e até a proxima!!!!!!!!!!!!!!

  • DIRCEU JUNIOR

    Também prefiro um bom PF caseiro que essas porcarias de MC Donalds. Sempre que vou, fico frustrado. Nada tem gosto, a não ser os molhos processados que enganam. Essa receita parece deliosa, simples e mais barata que um BIGMac. Hoje meu jantar será hamburguer caseiro e vinho :)

  • adriana

    Hummmm…Até que enfim uma receita que não usa nada para dar liga além de óleo! Também uso só azeite para dar liga, e coxão mole ou duro. Às vezes noz moscada, às vezes cheiro verde…

  • http://www.gestaoderestaurantes.com.br Alison

    Parabéns pelo blog. se desejar fazer parcerias estamosÀ disposição

    Um abraço

  • felipe

    Ta d da agua na boca……..

  • eunice

    adorei o hamburger me meta

  • Jupiter Marciano Pereira

    Esta receita é uma delícia. Todos da minha família me chamam de senhor MC. Tentem e variem que vai rolar. Ah, e o vinho é necessário para contrapor os vnenos das comidas junkes.

  • Leandro

    Depois q comecei a fazer hamburgeres em casa, nunca mais comprei essas marcas prontas…
    E se nao tiver grelha, dá pra fazer numa chapa ou frigideira bem quente mesmo…
    4 minutos de cada lado e tá pronto… eu uso patinho pq tem um pouco menos gordura…

  • herson novais

    ola
    estou interessado em abrir uma lanchonete em minha cidade.
    Aqui tem muitas lanchonetes,so que os lanches nao sao muito bom, melhor:”sao muito ruin”.
    gostaria, se for possivel, vc me indicar umas receitas de como poderia preparar os laches.Principalmente os hamburgues e cachorros-quentes.

    atenciosamente

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Esse é o espirito da receita Bruno, saber que carne e ingredientes está comendo. Você já percebeu como isso é muito mais gostoso e saudável.

    O manjericão é muito bom, sempre dá um toque bastante aromático e saboroso, as vezes costumo utilizar também um pouco de pimenta dedo de moça. Bem lembrado quanto ao queijos brie e gorgonzola, boa idéia para realçar o sabor e fugir dos condimentos tradicionais como katchup e maionese.

    Se for utilizar o gorgonzola escolha para acompanhar um espumante ou um vinho branco bem estruturado e com boa acidez. O gorgonzola é um queijo forte e geralmente passa por cima de muitos vinhos.

  • http://brunotorres.net Bruno Torres

    Concordo que colocar coisas pra dar liga é completamente desnecessário.
    Já há algum tempo faço hamburger em casa e é outra coisa. Primeiro porque você sabe que carne está comendo, segundo porque você escolhe os condimentos, tanto que vão na carne (eu gosto de colocar um pouco de manjericão picado, pimenta do reino ou malagueta, não todos juntos, um apenas, dependendo da vontade do dia) quanto os que vão no sanduiche. Gosto de variar os queijos, colocar um gorgonzola ou brie e também os molhos pra acompanhar. Só não vale colocar ketchup num hamburger desses, de jeito nenhum. Mesmo um heinz da vida acaba estragando o sabor.
    Outra coisa, eu não uso a cebola picada, prefiro ralada, fica muito gostoso e as crianças não reclamam…hehe
    Mas eu nunca acompanhei com vinho. Vou experimentar da próxima vez, valeu a dica.

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Cassiano, tenta acompanhar com vinho da próxima vez. Experimenta fazer a nossa receita que vai ficar show. Prefiro só carne com um temperinho, sem outros ingredientes para `liga´. Outra dica: se você puder evitar a fritura é muito melhor (vi as fotos no seu blog). Você reparou como ficou o guardanapo, e ainda assim o hambúrguer fica com muita gordura. Isso atrapalha no sabor da carne e interfere até no vinho (caso você resolva acompanhar). Vale a pena tentar usar um grill elétrico ou uma pequena churrasqueira. Fazendo na brasa o sabor da carne é incomparavelmente superior, ainda mais se você utilizar uma fraldinha ou picanha. Sem falar que é mil vezes mais saudável.

    Depois você nos conta como ficou, Ok?

    Abraço

  • http://www.mobral.com Cassiano

    Bom, não sei de quem era a receita, mas eu gostei.
    Não sei se foi falha minha na hora de fazer a troca, eu usei creme de celoba de uso culinario em vez de sopa de cebola. Ficou bem salgado.
    Da próxima vez eu sigo a receita mais natural.

    Abraços,

    Cassiano

  • Luiz Henrique

    Delicioso! Testado e aprovado.

  • Eloise

    Eu nunca imaginei que seria bom comer hambúrguer com vinho, mas definitivamente ,é muito, muito bom mesmo!!! Também nunca tinha provado um hambúrguer grelhado como sugerido na receita e concordo com o Jemon é muito gostoso! Só o Qvinho mesmo para nos trazer mais uma novidade divinamente deliciosa. Ah, que foto linda hein?! Beijos

  • Alessandra

    HUUUMMM! Que fome! Ver isso no horário do almoço é covardia. O vinho com o burger é novidade pra mim. bjs

  • http://www.manalais.com.br/blog Jemon

    Essa receita é deliciosa! O hamburguer grelhado fica muito gostoso,
    é rápido e fácil de preparar. Um bom vinho para acompanhar e você nunca mais vai querer comer hamburguer com refrigerante.