Receita: Pudim de Semolina e Morangos

Sou fã de pudim, sempre uma sobremesa versátil e capaz de encerrar bem qualquer refeição. O tradicional pudim de leite é um dos meus preferidos, clássico em qualquer circunstância. Já há um tempo pensava em passar uma receita aqui no QVinho, porém não me entusiasmou a ideia de chover no molhado, repetindo as mesmas receitas que já estamos acostumados a ver. Por isso resgatei uma receita italiana de pudim de semolina. Tecnicamente, não sei se é realmente um pudim, para falar a verdade parece uma polentinha doce, mas o que importa é que cumpre bem o seu papel. É uma sobremesa fácil de fazer, saborosa e que fica ainda melhor com um vinho branco doce. Vale lembrar que este pudim é delicado, longe de agradar aos fãs de sobremesas enjoativas, carregadas de muito açúcar.

Pudim de Semolina e Morangos

Pudim de Semolina e Morangos

Receita e ingredientes do Pudim (5 pessoas):

  • 1 Litro de leite;
  • 130g de açúcar;
  • 1 Limão;
  • 200g de semolina;
  • 50g de manteiga;
  • 300g de morangos;
  • 3 Ovos;
  • Uma pitada de sal.

Modo de preparo:

Adicione o leite, o açúcar, uma pitada de sal e a raspa da casca do limão numa panela. Leve ao fogo, espere começar a ferver para adicionar a semolina. Despeje aos poucos a semolina sem parar de mexer (use uma colher de arames ou de pau). A mistura rapidamente ganhará uma consistência cremosa, semelhante ao de uma polenta, nesse ponto retire a panela do fogo. Incorpore a manteiga, depois os morangos cortados (reserve alguns para decorar) e mexa bem. Por fim, separe as gemas e bata as claras em neve; na sequência incorpore à mistura as gemas e por último as claras em neve. Para finalizar, despeje a mistura em uma travessa grande untada com manteiga (ou em travessas individuais) e leve ao forno pré-aquecido a 180°C por 35 minutos. Decore com alguns morangos e folhas de hortelã. Sirva quente.

Vinho recomendado: Santa Carolina Sauvignon Blanc Late Harvest 2006

Santa Carolina Late Harvest 2006Sempre tenho receio de recomendar vinhos de sobremesa, afinal são tão caros! Mesmo assim são indispensáveis no momento de fechar com chave de ouro uma grande refeição. A nossa dica é recorrer aos brancos chilenos de colheita tardia, principalmente aos vinhos produzidos no Vale de Casablanca e San Antonio, feitos a partir de uvas como Sauvignon Blanc, Sémillion e Gewürztraminer. Mesmo que não sejam grandes vinhos, são confiáveis e apresentam uma relação qualidade / preço favorável. O Santa Carolina Late Harvest é um bom exemplo, um corte de Sauvignon Blanc (87%) e Gewürztraminer (13%) procedentes do Vale de Casablanca. Aroma intenso de frutas tropicais açucaradas, além de algumas notas tostadas. Na boca é untuoso, com doçura marcante. A combinação com o pudim foi boa, porém ficaria ainda melhor se fosse com um vinho mais ácido e vivaz. De qualquer forma o Late Harvest da Santa Carolina não fez feio, além de ser facilmente encontrado por todo o Brasil.

Bom
Branco de colheita tardia com ótima intensidade aromática, mas que deixa a desejar no equilíbrio acidez/doçura. Boa companhia para sobremesas não muito doces, como esse pudim de semolina

Grad. Alcoólica: 13%
Preço: R$57
Importadora: Porto a Porto / Casa Flora