Receita: Pierogi

Já há um tempo queria postar por aqui a receita do Pierogi, os pasteizinhos cozidos típicos dos imigrantes poloneses e ucranianos. Muito comum em cidades aqui do sul do Brasil, o Pierogi é facilmente encontrado, por exemplo, nas feiras de Curitiba. Um pouco maior que um ravioli, o Pierogi geralmente é recheado com ricota e batatas, embora também seja possível encontrar versões de repolho e até mesmo com recheios doces a base frutas frescas como ameixa, maça ou morango. Das feirinhas de rua até as festas de igreja polaca e ucraniana já tive a oportunidade de provar uma boa variedade desses deliciosos pastéis. Porém, pegamos a receita tradicional do Pierogi – proveniente da vertente polonesa da família da minha mãe – e fizemos um pequeno fusion com a gastronomia italiana. Sim, o molho com tomates e ervas aromáticas dá um toque especial a esse prato. Honestamente, o resultado fica muito superior ao que você geralmente come por aí.

Receita e ingredientes do Pierogi (4 pessoas):

Recheio:

  • 3 Kg de batatas
  • 1 Cebola grande;
  • 1 punhado de salsinha e cebolinha;
  • 50g de manteiga;
  • 150g de Queijo Parmesão;
  • Sal;
  • Noz-moscada.

Cozinhe as batatas e amasse-as como se fosse preparar um purê, reserve. Numa panela, com um pouco de azeite, refogue a cebola picada, e o cheiro verde. Em seguida misture esse tempero as batatas, juntamente com a manteiga, o queijo ralado, o sal e a noz-moscada.

Massa:

  • 1 Copo de água morna;
  • 1 Ovo inteiro;
  • 1/2 xícara (café) de óleo;
  • Farinha de trigo.

Inicialmente bata o ovo com a água morna e o sal, misture bem e, aos poucos, adicione a farinha de trigo até ganhar o ponto (que não grude nas mãos e consiga abrir com o rolo). Estique bem a massa, recorte os pastéis e coloque o recheio. Leve os Pierogi para cozinhar em água fervente (com uma colher de sopa de sal), e aguarde até que eles cheguem à superfície (sinal que já estão no ponto).

Molho:

  • 1 Kg de tomates (pomodoro);
  • 4 Dentes de Alho;
  • 5 colheres (sopa) de azeite;
  • 1 Cebola grande;
  • 2 Colheres (sopa) de açúcar;
  • 1 Colher (chá) de sal;
  • Tomilho fresco (a gosto);
  • 2 Folhas de Louro;
  • 1 Pitada de Noz-moscada;
  • Manjericão;
  • Alecrim;
  • Pimenta do reino.

Escalde os tomates, em seguida tire a pele e as sementes. Aqueça o azeite e doure a cebola e o alho picados, e acrescente os tomates. Coloque os demais ingredientes, e cozinhe por aproximadamente 30 minutos, mexendo sempre, até que o molho ganhe uma certa consistência.

Vinho recomendado: Bodega Noemia A.Lisa 2009

Essa massa, com o recheio de batatas e o molho aromático de tomates vai muito bem um vinho tinto leve ou de medianamente encorpado, com boa acidez e pouca madeira. Contudo, acabei optando pelo A.Lisa 2009 da Bodega Noemia, um vinho delicioso, que como esperado, dominou a harmonização. De todo modo, nada que tenha prejudicado o sabor do prato. O A.Lisa é predominantemente Malbec (90%), com um toque da Merlot (10%), que passa 11 meses em barricas de segundo uso. Nariz perfumado e fresco lembrando framboesas, amoras, ameixas e notas licorosas e florais. Cheio de fruta. Na boca tem estrutura mediana, taninos muito macios e doces, uma acidez marcante. Um vinho bem equilibrado e elegante. Fim de boca com ótima persistência.


Importadora: Vinci
Preço: R$79

 

  • Jacqueline

    Amo pierogi! Comia quando era criança e morava em Curitiba.
    Vou fazer esta variação. Obrigada.

  • http://raissavip.blogspot.com raissa

    Nossa.. entrei a pouco no seu site e adorei. Essa receita parece ser deliciosa. Vou tentar fazer e postarei depois no meu blog citando de onde vem essa receita!!

    Vi que coloca receita de alguns blogs, fique a vontade pra colocar alguma do meu, caso goste.

    http://raissavip.blogspot.com

    Obrigada

    Raissa

  • Eloise

    Provei e aprovei! Muito bom!