Critérios de degustação

Local das degustações

Para assegurar condições ideais de degustação, as provas via de regra serão realizadas no escritório ou na residência dos editores do blog. Uma vez realizada a avaliação do vinho, uma segunda etapa poderá contemplar uma harmonização com a comida.
As provas de vinhos realizadas durante eventos de promoção como: wine dinners, feiras, degustações conduzidas por produtores ou visitas à vinícolas, excepcionalmente, não receberão as tradicionais taças de classificação do QVinho. Consideramos que em algumas ocasiões fatores adversos (calor, interferência de aromas, iluminação, tempo adequado para evolução e saturação causada pela prova excessiva de um grande número de vinhos) podem comprometer uma análise justa. De qualquer forma uma avaliação mais rigorosa poderá ser realizada, em conformidade com os padrões tradicionais de prova do QVinho, para determinar a classificação e publicação da crítica.

Painéis e provas temáticas

Os editores do QVinho poderão organizar degustações tematizadas por varietais, regiões, produtor, preço ou tipo de vinho. Essas provas serão sempre realizadas às cegas, onde previamente as garrafas são embaladas e codificadas para posterior identificação. Além dos editores do QVinho poderão integrar o painel alguns convidados. Por acreditarmos muito mais em avaliações qualitativas e profundas, a quantidade de rótulos para compor os painéis nunca excederá os patamares da razoabilidade. Ou seja, dificilmente nossos leitores verão painéis com mais de cinco vinhos, pelo menos não com classificação.

Critérios de classificação

O sistema de classificação do QVinho é subjetivo, variando em escala de 5 pontos, porque acreditamos ser uma boa maneira de apresentar o resultado das provas. Ressaltamos que nosso objetivo não é o de “pontuar” os vinhos, mas sim, fornecer informações úteis, por meio de critérios mais tangíveis, sobre o estilo e qualidade relativa que auxiliem os consumidores no processo de compra. Além disso, alguns rótulos podem ganhar o status de Boa Compra, uma vez concluída a excelente relação qualidade/preço. É importante ressaltar que os autores do QVinho são mais exigentes ao avaliarem vinhos caros e mais complacentes com vinhos baratos. Veja em detalhes a explicação para cada nível de classificação:

Excepcional
Excepcional: vinhos refinados e muito distintos, possuem características que frequentemente são encontradas somente em vinhos especiais.

Excelente
Excelente: vinhos com qualidade acima da média, geralmente superiores a maioria dos rótulos produzidos na mesma região.

Muito Bom
Muito Bom: vinhos com qualidade consistente, dentro daquilo que se espera de um bom vinho.

Bom
Bom: vinhos de boa qualidade, porém sem muita personalidade.

Fraco
Fraco: vinhos com qualidade abaixo da média, aqueles que deixam a desejar em concentração, estrutura e aroma.

boa-compra-icon
Boa Compra: vinhos que apresentam uma relação qualidade / preço favorável, independentemente do seu valor absoluto.

Preços e vinhos degustados

Os preços relacionados nos posts refletem valores sugeridos para o varejo e podem sofrer variações entre uma praça e outra. O QVinho procura degustar, em sua grande maioria, vinhos que possuam distribuição regular no mercado brasileiro e, por conseguinte, também podem ser aprecidados por nossos leitores.