Dicas para o Dia dos Namorados: Acerte na escolha do restaurante e do vinho

Copos de vinho no Dia dos Namorados

Chegamos em junho! O melhor mês do ano, época do meu aniversário e do Dia dos Namorados. Essa data traz algumas preocupações para a maioria dos homens, além de um certo estresse. Comprar presente e flores até que não é a parte mais difícil, complicado mesmo é decidir onde fazer o tradicional jantar. Restaurantes lotados, preços abusivos, serviço muitas vezes relaxado, enfim, são muitos os motivos que podem atrapalhar o romantismo da noite. Sou um desses caras que acredita que o dia 12 de junho é apenas mais uma data comercial, daquelas para o comércio encher os cofres, mas como não sou nenhum radical, também vou participar da festa e curtir o momento ao lado de minha noiva. Vamos as dicas, que obviamente se referem ao jantar, o doppo cena é assunto para outro tipo de blog:

  1. Saia do óbvio — O dia dos namorados provoca uma verdadeira romaria aos restaurantes, portanto se você não gosta de aglomeração, fique em casa! Essa opção deve ser considerada por aqueles que gostam de comer e beber bem e são chegados das panelas. Homem que é homem também sabe conquistar uma mulher pela comida, por isso nunca hesite em preparar um belo jantar romântico.
  2. Se for a um restaurante, saia do óbvio também — Não gosto muito de menus do tipo “Especial dia dos Namorados”, que geralmente impõe limitações e oferecem um vinho barato qualquer com valor dobrado, senão triplicado. A idéia parece boa, os casais se sentem atraídos pelo “pacote completo”, mas não podemos esquecer que esse pacote promove um ganho de escala para o restaurante. Então porque o menu especial costuma sair mais caro que os mesmos pratos em um dia qualquer? Deveriam custar menos… Certa vez liguei para um restaurante e questionei sobre isso, sabe qual foi a resposta? “Veja bem senhor, você ‘ganhará’ uma taça de Prosecco na entrada e uma garrafa de vinho para o jantar”. Perguntei qual vinho. “Ah sim! Deixe-me ver… É um Concha Y Toro. Pode ser tinto ou branco” Não era um restaurante qualquer, tampouco barato, por isso é melhor tomar cuidado. Nem todo restaurante que monta um menu especial está se aproveitando da situação, mesmo assim é bom ter cuidado, faça as contas e compare o preço com os pratos servidos em dias normais. Prefiro restaurantes tradicionais, que não mudam o cardápio em função dessa data (principalmente o preço) e que aceitam que o cliente leve seu vinho.
  3. Faça reserva e questione sobre a possibilidade de levar o vinho — A primeira dica é elementar, nunca saia de casa no dia dos namorados sem reservas, pelo menos se você não quiser se aventurar por recônditos desconhecidos. A segunda é bastante polêmica, uma vez que muitos restaurantes não gostam da prática, mesmo cobrando a famosa rolha. Acho que o cliente tem o direito de levar o seu vinho, porém é preciso bom senso, porque não é legal levar um vinho muito barato ou que conste na carta do restaurante. E quanto ao valor da rolha? Acho que muitos restaurantes não deveriam nem cobrar, porque simplesmente não oferecem copos adequados, balde de gelo e serviço cuidadoso. Se não for esse o caso, acho justo cobrar um valor para servir o vinho do cliente.
  4. Contate o QVinho — Estamos a disposição para auxiliar os casais apaixonados nas suas escolhas. Quem quiser dicas de vinhos, pode entrar em contato pelo MSN, Gtalk (clique nas imagens dos editores na barra lateral direita), Twitter, Jaiku ou simplesmente postando um comentário aqui. Atenção: sempre informe qual será o prato principal, preferencialmente com os ingredientes e temperos usados no preparo. Faremos o possível para responder a todos, e não vamos cobrar nada por isso, apenas quero pedir que todos contem suas experiências aqui, publicando comentários com relatos do jantar do Dia dos Namorados
  • Cássia

    Vou receber amigos em casa e gostaria de server um bom vinho e não sei qual …
    vou servir queijo como acompanhamento. Abraços

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Obrigado Rayzha! Pelo jeito vão passar muito em casa, ótima decisão!

    Com os queijos de massa mais mole procure acompanhar com os espumantes, veja algumas de nossas dicas nesses posts:

    http://www.qvinho.com.br/vinhos-espumantes/degustacao-as-cegas-espumantes-brut-nacionais-charmat/

    Quinta do Valdoeiro Chardonnay Brut – R$58
    Espumante Vértice Super Reserva 2005 – R$80
    Cava Don Román Brut – R$29

    Já para acompanhar os grelhados de carne e verduras, nada melhor que um bom Malbec.

    Alguma dicas:
    Urban Uco Malbec
    Gran Callia
    Terrazas de Los Andes Malbec Reserva
    Obra Prima Malbec
    Salentein Roble Malbec

    Ou clique na categoria Argentina que você verá inúmeras opções:
    http://www.qvinho.com.br/category/vinhos-argentinos/

    Grande abraço

  • rayzha

    oiii, adorei a materia.
    bem resolvi optar por ficar em casa e tomar vinho comendo algumas frutas e queijos e para o jantar, picanha feita na chapa com pimentao,queijo, tomates,cebola, temprado com azeite, pimenta e alho!
    por favor qual seria minha melhor opçao de vinho? vale tambem espumantes? obrigada desde ja pela ajuda!!!!

  • Rosany

    Boa noite!!! Parabéns o site ficou ótimo. Gostaria de algumas dicas para o dia dos NAMORADOS, como faço para add vcs no meu MNS? Obrigada.Rosany

  • Rosany

    Olá, adorei o site, apesar de não conhecer nada sobre vinhos,gostei muito….Parabéns!!!
    Tenho vontade de conhecer mais sobre essa bebida milenar, agora por exemplo no dia dos namorados, estou querendo dar de presente para meu esposo uma Cesta de Queijos e Vinhos, e não tenho a minima idéia do que fazer. Tentei achar em minha cidade, Goiânia ,alguns vinhos sugeridos aqui por vcs, mais infelizmente não encontrei. Os vinhos q procurei foram: CORTES DE CIMA 2005, CORTES DE CIMA SYRAH 2004 e CHAMINE TINTO 2007, e não encontrei. Gostaria de saber se vcs conhecem algum lugar aqui, onde possa ter vinhos bons. Aguardo e obrigada. Rosany

  • Patricia

    Olá, Adorei o site de vcs…muito bom gosto! Parabéns!!!
    Gostaria de uma indicação…uma vez fui em um lugar chamado Wine Bar, anexo ao Restaurante Pomodori, em que tinha um menu degustação de vinhos (se não me engano 7) com uma sommelier apresentando cada vinho e pedimos uma tábua de queijos finos para acompanhar…enfim…delicioso, apesar do custo…gostaria de saber se vcs conhecem algum outro lugar com essa mesma proposta.
    Aguardo retorno,
    Grata.
    Patricia

  • http://e-book-gratuito.blogspot.com/ Luiz Soares

    Achei seu site hoje, pelo blogblogs, e gostei muito! Salvei seu site nos favoritos! Parabns pelo site, continue assim!

  • Mauricio

    Valeu as dicas Jomar, meu jantar foi de prima e o vinho que vc indicou estava ótimo! Sorte que te encontrei no MSN, senão eu teria me batido muito mais. Abs.

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Ana, quando falamos em copos, o nome Riedel soa como músicas aos ouvidos de um apreciador de vinhos. E veja só, não é que eles prepararam um excelente guia de escolha? Acesse o link abaixo:

    http://www.wineglassguide.com/

    O design dos copos da Riedel é imitado por vários fabricantes. Você não terá dificuldade de achar bons copos da Strauss com desenho parecido.

  • Ana Fernanda

    Nossa!!!Quanta informação bacana!! Parabéns pelo site.
    Como conheci o Qvinho tarde demais para o dia dos namorados,talvez não dê tempo de vocês me darem as dicas que eu preciso para impressionar o meu novo namorado, que é um moço culto e entendido de vinhos, comum jantar romântico regado a um bom vinho. Mas vamos lá, tenho certeza que não sou só eu que tenho dúvidas quanto as taças adequadas para os vinhos… Vocês falaram tanto em taça, rolha, etc, então, por favor,mandem orientações para nós, “pobres” namoradas que estão se empenhando em aprender sobre o fascinante mundo do vinho e se tornarem expert no assunto. Que taça devo usar para cada situação ou cada vinho? Já vi taças de vários tamanhos e formatos, mas nos restaurantes que eu fui acabei tomando vinho em taça que parecia para água. Aguardo a resposta e agora quando eu for oferecer um jantar já sei onde procurar dicas boas de gastronomia e vinhos. Beijos

  • Bianca Brustolin

    Oi….
    Nossa amei a foto das taças de vinho e do coração… Tudo a ver com o dia dos namorados….ainda mais nesse friozinho…

  • http://www.saintvinsaint.com.br Josafá Vilarouca

    Jomar,

    Dia dos Namorados tem que ser num lugar especial, cheio de romantismo. E se for acompanhado de um bom vinho, então, fica ainda melhor. Como dica aos leitores do seu blog (que está ótimo!), gostaria de indicar a Saint VinSaint em SP, um misto de importadora, bar-à-vin, bistrô e enoteca que preparou um cardápio especial para todo o mês de junho. Eu já fui e está ótimo!

    O menu foi todo inspirado nas receitas prediletas do sedutor escritor italiano Giacomo Casanova (1725-1798) e leva ingredientes afrodisíacos que despertam o romance e a sedução, retirados de relatos do próprio Casanova e também de anotações feitas pela Madame de Pompadour, célebre amante do rei Luís XV, da França.

    para quem não sabe, Casanova era um observador incomparável da arte do bem viver e sabia como poucos utilizar o arsenal da boa mesa para seduzir e para encantar seus convidados. Algumas de suas receitas prediletas retratam o glamour, a sofisticação e a sua preocupação com a sensualidade.

    Já Madame de Pompadour ficou conhecida pela elegância e inteligência que influenciou politicamente as decisões reais do século 18. Conta a história que ela experimentou pela primeira vez, nos corredores de Versalhes, uma bebida extremamente fresca, encantadora, feita por um certo senhor Moet. A partir daquele dia, por sua influência na moda da corte, o espumante foi eleito a bebida oficial da amante do rei. “É a única bebida que torna a mulher mais bela depois de bebê-la” – palavras da própria Pompadour.

    Lá na Saint VinSaint esse clima é vivo. A sommelier Lis Cereja e o chef Danilo Rolim fizeram uma releitura de algumas das principais receitas de Casanova que levam forte influência da cozinha italiana e das especiarias e harmonizaram os pratos com espumantes. O resultado é um menu especial para os casais apaixonados.

    O chef criou pratos como o crème de frutos do mar com trufa branca e manjericão e o risoto de champanhe, aspargos frescos e açafrão. Uma delícia! Todos os ingredientes são estimulantes, aromáticos, inebriantes e despertam a sedução. Pouca gente sabe, mas os frutos do mar e o champanhe são conhecidos por seus poderes afrodisíacos e as trufas trazem a sofisticação. Já o manjericão e os aspargos estão relacionados à fecundidade e à fertilidade.

    Para finalizar o jantar, caia de boca numa sobremesa que mistura aromas estimulantes e energéticos: um bolo quente de chocolate escuro, pimenta e gengibre, servido com calda de figos frescos, baunilha e cardamomo.

    Para o jantar ficar ainda mais especial – e apaixonante! – o pessoal da casa fez com que os pratos fossem todos acompanhados de espumantes, do começo ao fim da refeição. Não tem como não se apaixonar!

    Feliz Dia dos Namorados.

  • http://www.quintadacanta.com.br Sergio Lima

    Sergio Lima, do Quinta da Canta outra vez. Desculpe, Jomar. Eu errei o dia no próximo domingo. É 15 e não 16.Mas, em compensação, já tive ontem um casal que reservou vindo pelo seu site. É impressionante o que faz a Internet. Espero você qualquer dia no meu refúgio.

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Caro Sergio, a proposta do seu restaurante parece boa. Pagaria os R$20 de rolha sem problemas para ter um serviço adequado. Infelizmente, vinho é artigo de luxo no Brasil.

  • http://www.quintadacanta.com.br Sergio Lima

    Li o e-mail de vocês. Concordo em parte com o que v. diz.
    Tenho um pequeno ( e bem comentado) restaurante na Serra da Cantareira, em Mairiporã, SP, que só abre para o público nos fins de semana,para almoço, inspirado no princípio do slowfood. Isto quer dizer que eu vou fazer o meu almoço do dia dos namorados 16 de junho, ou seja: 4 dias após o verdadeiro. E estou pensando num menu especial sim, sem que isso seja mais caro que nos outros fins de semana. Pensei num menu voltado para a cor vermelha, cor da paixão.

    Outra coisa. A minha carta de vinhos é enxuta ( entre no meu site:www.quintadacanta.com.br), porém acho que tem vinhos razoáveis para um almoço. Se alguém quiser trazer o seu vinho, eu cobro a rolha sim ( R$ 20,00). Por que?

    Porque eu sirvo num copo adequado, na temperatura que o cliente quer.
    Como você falou. Gostaria de não cobrar e, no começo, tentei assim.
    Mas um copo que o cliente quebra- sem a rolha- é um prejuizo brutal.

    Estou dizendo isso para que não fique a imagem de que os restaurantes cobram uma fortuna no Dia dos Namorados.

    Eu, por exemplo, cobro R$ 98,00 por pessoa para um menu degustação
    ( que vai desde o couvert feito em casa, inclusive os pães, passando por 7 pratos até a sobremesa). É meio caro? Eu também acho. Mas, o nosso governo diz que a inflação está em torno de 4%, mas o setor alimentício ( principalmente os mais sofisticados) subiu cerca de 40 aq 60% em 1 ano. Incrível, não?

    Vocês que falam em vinhos, hoje, depois desse imposto de 11,18% do governo, uma garrafa de vinho custa a mesma coisa para o restaurante e para o consumidor. Não é uma loucura?

    Parabens pelo seu site.

    Sergio Lima