Degustações de grandes vinhos de Bordeaux é só no QVinho

Chateau Pavie

É isso aí pessoal! Nos próximos meses começaremos uma série de degustações com vinhos de Bordeaux que ganharam muita projeção nos últimos anos graças as elevadas pontuações concedidas por críticos como Robert Parker, Jancis Robinson e Wine Spectator. Mas nossa idéia é não chover no molhado, dizendo quão excepcional e saborosos são esses vinhos. Até porque falar de vinhos outstanding é muito fácil. Não, queremos discutir um pouco sobre os mitos que cercam esses vinhos, a polêmica das críticas e o tratamento dado no varejo. Sim, caríssimos leitores, alguns pontos merecem esclarecimento. A começar pelo exagero das margens de algumas importadoras e restaurantes até as informações fora de contexto que figuram nesses catálogos. Coisas do tipo “excepcional relação qualidade/preço, um achado” ou “uma barganha por um vinho de alta qualidade do Medóc”. Essas críticas são mentirosas? Não, de forma alguma. Somente esqueceram de avisar os consumidores brasileiros, por exemplo, que o Chateau Cos D´Estournel 2003 Saint Estéphe que recebeu 98 pontos do Robert Parker e 97 da Wine Spectator, custa na terra dos caras que avaliaram esse vinho (EUA) $205, ou seja, R$339. Logo, o preço médio de R$1.200 praticado pelas importadoras no Brasil, não pode ser considerado uma ótima compra. Fico pensando por quanto um vinho desses vai chegar num restaurante, talvez mais de R$ 2 mil? Ah, quer saber, vão pentear macaco!

Nessa primeira bateria já estão programadas as degustações dos seguintes vinhos: Château Pavie 2004 Saint-Emilion Grand Cru (RP 95), Château Cos d’Estournel 2003 Saint-Estèphe (RP 98 / WS97), Château Léoville Las Cases 2002 Saint-Julien (RP 95 / WS 94). Vale ressaltar que os vinhos em questão foram adquiridos pelos editores do Qvinho, ou seja, não ganhamos como amostra, nem aproveitamos algum evento ou degustação coletiva, OK? Muita tranqüilidade, vinho no decanter e taça cheia (para nossa felicidade). Aguardem os próximos posts.

  • jose nota

    soumum amante dosgrandes vinhos,mesmo que nao diponho de grandes quantias paraadquirir vinhos especiais,mas quando accontece min sinto realizado

  • Ellen

    Nossa!

    Que ótimo achar por acaso essas opiniões tão sinceras, tenho 19 anos e começei atrabalhar com vinho a pouco tempo, e mtas veses fico “p” de tanta ironia!

    Gostaria de aprender mais com vcs!qualquer coisa podem me mandar emails:

    Abraços!

  • http://falandodevinhos.wordpress.com João Filipe Clemente

    Eheheh, essas são as degustãções pra valer, as de taça cheia. As outras nos deixam é com uma vontade danada de tomar vinho! Aguardo os posts com ansiedade.
    Abraços

  • http://www.sabordaservas.blogspot.com/ rosa maria martins moraes

    ola, gostei muito das suas matérias, tbem tenho um blog e gostaria de compartilhar com vcs sobre materias de vinhos e armonizações, gostaria que dessem uma olhada, pois faço pesquisa nas informações , por isto tenho vcs no meu favorito. obrigada.
    http://sabordaservas.blogspot.com/2008/08/wine-brasil-awards-2008.html

  • Pingback: Lucro Líquido | Bodegas Olcaviana

  • samuel podval

    Após visitar, provar e comprar algumas garrafas deinhos divinos entre 6 e 9 euros, passei a receber anualmente seus catalogos com exelentes ofertas. O prrodutor é DOMAINE HENRI NAUDIN-FERRAND,
    21700 MAGNY-lés-VILLERS Tel; 0380629150. http://WWW.NAUDIN-FERRAND.com
    info@naudin-ferrand.com. Como conseguir comprar ésta jóias a tão bom preço? Que sabese juntar-mos um grupo de bom gosto e pouca grana, capitaneados por vs. através de aluma importadors vossa conhecida.
    Abraços, samuel podval.

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Marinho, infelizmente o negócio aqui no QVinho é blá blá blá… se bem que eu ache que a informação que trazemos seja relevante e não apenas conversa fiada. Graças a isso, muita gente pode aprender mais sobre o assunto e cair em menos roubadas. Se só tomássemos os vinhos e não compartilhássemos nossas opiniões, como poderíamos contribuir com as pessoas que dominam menos esse assunto? O QVinho nem existiria. Claro, você não precisa ficar repetindo esse blá blá blá todo quando você for beber um vinho com a sua família, não é mesmo? Basta servir as taças e curtir o momento.

    Quanto a questão “vinho que podemos comprar”, isso é relativo. Porém, posso assegurar que o nosso maior volume de reviews está concentrado em vinhos bem acessíveis (menos de R$40).

    José, as nossas degustações são em Curitiba. Quem sabe você não participa de algum encontro. Deixe seu contato para podermos informá-lo quando realizarmos degustações abertas.

  • José Roberto

    Concordo com o texto !!!

    Nada como falar apenas após provar, ao contrário do que é muito comum.

    Em Curitiba, o Luiz Groff (In Vino Veritas) ironiza citando um vinho “COM GOSTO DE RELVA ÚMIDA PELO SERENO DA MADRUGADA, PISADO POR UM ALCE FÊMEA, JOVEM E VIRGEM”

    Pópará !!!!

    Pena que não seja em Ctba a degustação !!!

    abs

    JR

  • marinho defenti ramos

    vamos parar de blá blá blá, e vamos degustar!
    bom vinho é aquele que podemos comprar;
    bom vinho é aquele que, quem amamos, possa nos acompanhar;
    bebo vinho das promoções que surgem nos comercios especializados, sempre aparece vinho excelentes com preço super baixo em relação ao preço normal;
    se você ainda não experimentou vinho, recomendo que comece por uma boa marca para não se arrepender.
    boa degustação a todos!!