Callia Alta Shiraz-Cabernet 2006

Vinho Bodegas Callia Alta Shiraz-Cabernet 2006A tradicional região de San Juan, na Argentina, ainda é associada a vinhos de baixa qualidade, não tendo a mesma reputação que Mendoza. Porém, a Bodegas Callia está empenhada em mudar esse conceito. San Juan possui um clima muito quente, o que exige um grande cuidado dos produtores com a maturação das uvas, caso contrário teremos vinhos enjoativos, com pouca acidez, muito álcool, aroma xaroposo e taninos fracos. Algumas uvas adaptam-se melhor nesse tipo de clima, um exemplo é a Syrah, mas para fazer jus ao pioneirismo dos australianos, vamos chamá-la de Shiraz. A Austrália é famosa por seus vinhos macios, frutuosos e bem estruturados, uma prova da perfeita adaptação da uva Shiraz ao solo e clima quente desse país. O Shiraz australiano, quando bem feito, costuma ser muito agradável e bem acessível, diferentemente dos grandes vinhos do Rhône, menos frutuosos e mais austeros, exigindo um certo tempo de guarda. É no estilo aussie que a Callia faz seus vinhos, e pelo que avaliamos, faz bonito frente aos bons australianos. O Callia Alta Shiraz-Cabernet 2006 exibiu cor púrpura com transparência. Aroma frutuoso intenso, adocicado, lembrando tutti-frutti, com notas discretas de madeira. Corpo médio com taninos bem resolvidos e leve acidez. Final de boca agradável com boa persistência. O Callia Alta Shiraz-Cabernet é redondo e macio, oferecendo uma paleta aromática muito intensa, porém deixa um pouco a desejar em acidez, nada que comprometa o resultado final. Acredito que a boa adaptação da Syrah em climas quentes seja favorecida por sua rica acidez, sem esse recurso os vinhos ficam monótonos, sem frescor, por isso sempre digo que a acidez é fundamental.

Bom
Shiraz-Cabernet bem frutado e redondo, nitidamente inspirado no estilo australiano. Deve agradar ao público feminino.
Grad. Alcoólica: 14%
Preço: R$30
Importadora: Decanter

  • Lauro

    Vinho muito delicioso e de preço bem em conta pela qualidade.
    Boa descoberta essa.

  • Pingback: Grand Callia 2004 – Reserva del Enólogo

  • JRENATO

    CARA ,,TÁ MAIS CARO Q. AQUI NA CITY, CENTRO OESTE, CAMPO GRANDE-MS !, (R$25,00) .FICA DIFICIL !!

  • edmilson

    vinho maravilhoso e com uma relaçao custo beneficio muito atrativa.Tenho recomendado para varios amigos que voltam com o comentario de que realmente e um excelente vinho.

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Tomaz, 20º é uma temperatura muito alta para esse tipo de vinho, acaba ressaltando demais a acidez, recomendo bebe-lo a 16 ou 17º. Quanto ao amargor, acho bem estranho, esse Callia é macio e com considerável açúcar residual, é tudo menos “amargo”. O aroma estava normal? Talvez a sua garrafa tenha sofrido algum problema.

  • Tomaz Robinson

    Comprei este vinho em 26/07/2007 e o degustei em 9/11/2007, meu comentario foi:
    Aberto com 20º, se apresentou muito acido
    com leve amagor, no dia seguinte, estava
    mais suave.
    A que se atribui este amargor?

  • REJANE

    onde posso comprar para revendar em minha adega??

  • Pingback: Grand Callia 2004 – Reserva del Enólogo | QVinho - Blog de vinhos, gastronomia e espresso

  • Pingback: Trapiche Fond de Cave Bonarda 2004 | QVinho - Vinhos e Gastronomia

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Já tenho em mãos o Callia Magna Shiraz e o Grand Callia (safra 2004). Em breve faremos a degustação desses vinhos.

  • Paulo Martins

    Em recente degustação no site de Robert Parker foram conferidos 94 pontos ao SHIRAZ CALLIA MAGNA 2005 e 95 pontos ao GRAND CALLIA 2004. Além desse reconhecimento no Parker, o SHIRAZ CALLIA MAGNA 2006 foi simplesmenteo único syrah argentino premiado com a medalha de ouro no rigoroso concurso SYRAH DU MONDE 2007, REALIZADO NO Chateau d’ampuis, na região francesa do Rhône, segundo normas da Organização Internacional da Uva e do Vinho. O SHIRAZ CALLIA MAGNA 2006 ficou em quarto lugar entre os TOP 10 BEST SYRAH DU MONDE 2007.
    Enólogo da Callia, “bodega” sensação da Argentina, visita Porto Alegre. Grande Jantar e Degustação dia 17 de setembro de 2007, com os vinhos acima mencionados.
    Desde 2003, consumo vinhos desta Bodega.
    Um abraço, Paulo.

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Um vinho de boa relação qualidade/preço com um bouquet bem agradável. Só achei o final de boca um pouco doce demais.