Lindaflor – Petite Fleur 2005

Vinho argentino Petite FleurÉ interessante observar o estilo dos vinhos que os europeus fazem fora de sua terra natal. Um bom exemplo são os franceses na Argentina, que geralmente fazem vinhos potentes, bem ao estilo Robert Parker. Esse fato é um tanto curioso, uma vez que certos europeus (principalmente franceses) criticam esse estilo. É claro que não podemos generalizar, mas muita gente fica seduzida com as possibilidades na Argentina. Condições ideais para produzir vinhos frutados, potentes e macios. Então, qual o problema? É fácil se perder por esse caminho e, como resultado, teremos vinhos sem classe que podem não ser boas companhias a mesa, que por outro lado impressionam quando servidos solos.

Talvez seja esse o caso do Lindaflor Petite Fleur 2005, produzido em Mendoza pela Monteviejo. Essa bodega é parte do projeto Clos de los Siete, uma mesma propriedade servindo para 7 produtores diferentes, grande sacada do enólogo/consultor Michel Rolland. A Monteviejo é de Catherine Péré-Vergé, proprietária do Chateau Le Gay de Pomerol. O Petite Fleur é um corte de Malbec (50%), Cabernet Sauvignon (30%), Merlot (10%) e Syrah (10%). Tem cor púrpura escura e profunda, com lágrimas bem pigmentadas e persistentes. O nariz é intenso, com muita fruta madura e aromas adocicados de baunilha. Encorpado, taninos de boa qualidade, acidez viva e álcool aparecendo demais. O final é frutado e com boa persistência. O Petite Fleur é um vinho de perfil direto; a tônica aqui é a força, não sutileza e complexidade. Sem dúvida deve agradar aos apreciadores de vinhos frutados, alcoólicos e com bastante carvalho.

Muito Bom
Vinho ainda jovem e potente. Pode harmonizar com pratos bem condimentados e carnes de caça.

Grad. Alcoólica: 15,3%
Importadora: Grand Cru
Preço: R$87