Vinho e chocolate: uma combinação a ser descoberta

Supermercados e lojas decoradas com ovos de chocolate até o teto. Indícios que a Páscoa está chegando, e mesmo que voce não seja um chocólatra é difícil passar incólume à enxurrada de ofertas. Porém, como a proposta do QVinho é sair do lugar comum, não vou falar dos lançamentos da indústria; dos chocolates orgânicos, diet, afrodisíacos etc; dos diversos tamanhos e formatos que disputam uma menção no Guinness Book; tampouco das esdrúxulas misturas e sabores (deixemos a perfumaria para o Jornal Nacional ou com o Zeca Carmargo no Fantástico). Minha dica é simples, mas muito saborosa: unir o chocolate com o vinho. Sim, quem disse que eles não combinam? Esse é mais um falso mito que deixou o vinho relegado ao seu altar sagrado e distante do nosso dia-a-dia.

Chocolate escuro

Sempre ouvimos dizer que a harmonização de vinhos com doces, em especial chocolates, não é uma tarefa muito fácil. De fato, o cacau, a gordura e o açúcar, acabam se sobrepondo a maioria dos vinhos. E, não é para menos, quando falamos de chocolate, logo imaginamos aquelas barras ou bombons insuportavelmente doces e enjoativos. Difícil combinar com alguma coisa, não é mesmo? Entretanto, existem alguns segredinhos que podem tornar essa união uma prazerosa experiência. Em primeiro lugar, não estamos falando de qualquer chocolate. Aqui a escolha deve ser por um bom chocolate meio-amargo ou “Dark”, com maiores percentuais de cacau sólido na massa. Em segundo lugar, não é qualquer vinho. Pois bem, como a maioria de nós terá dificuldades para encontrar chocolates clássicos como a Amedei, a Scharffer Berger e a Pralus, vamos a nossa realidade. Com o objetivo de facilitar as coisas selecionei algumas combinações que particularmente me agradam muito.

La Celia Pinot Noir ReservaDe início recomendo as barras tradicionais de Lindt Excellence 70% Cacau (R$ 9,90) e Hershey´s Especial Dark 60% (R$ 7), acompanhadas por um bom e frutado Pinot Noir. Não precisa ser um borgonha caríssimo ou coisas do gênero, já tive boas experiências com um Salentein Pinot Noir Roble 2003 (R$ 72) e, recentemente, com um La Célia Reserva Pinot Noir 2005 (R$ 32). Uma feliz e deliciosa combinação com este aromático Pinot Noir do Valle de Uco. Seu bouquet de boa intensidade com predominância de frutas vermelhas como framboesa e morango, acompanhadas por notas florais e couro; casaram muito bem com o cacau. Nesse vinho o aroma de baunilha estava bem sutil, e na boca, apesar de ser um pinot leve, mostrou taninos de qualidade e alta acidez (bem acima da média de outros argentinos); contudo essa acidez foi perfeita para acompanhar o chocolate. Quem quiser gastar um pouco mais vale a pena provar o 1848 Noir – 76% cacau de Victor-Auguste Poulain (R$ 17), muito aromático, com uma textura delicada e saborosa. Tente combinar com um acessível Etchart Privado Malbec 2006 (R$ 17) de Salta e veja o resultado!

Grappa di Barolo - Grinzane CavourJá para os chocolates “dark” de 80% ou mais de cacau, a maioria dos Pinots começa a “apanhar”. A alternativa é recorrer a vinhos fortificados. Sugiro uma barra de Lindt 85% Extra Fine com um Porto Ferreira Dona Antônia (R$ 72) ou um Quinta do Crasto LBV 1998 (R$ 92). Caso o preço seja um problema, não tem desculpa, um Porto Messias Ruby (R$ 34) cumpre bem o papel. Outra combinação que gosto de fazer com esses chocolates é acompanhar, por exemplo, com uma agradável Grappa de Moscato da Aurora (R$25). Também fica ótimo com uma potente e complexa Grappa di Barolo, de Grinzane Cavour, produzida pela Azienda Vinícola Pelissero (uma pena que esteja acabando). Quem aprecia Armagnac e Cognac vai a dica de um VSOP da Courvoisier (R$ 169).

Em relação as trufas de chocolate vale a clássica e deliciosa combinação com um espumante Asti de qualidade, talvez um Martini & Rossi Asti (R$ 45). Dentre os nacionais existem boas opções a base de Moscatel. Procure algum que tenha uma acidez mais elevada, caso contrário o doce sem contraponto da acidez fica muito sem graça.

Como os benefícios à saude do consumo moderado do vinho já foram amplamente propagados, o dos chocolates dark começam a ganhar força. Além dos flavonóides que atuam como antioxidantes, o cacau presente no chocolate contém alcalóides como a Teobromina e a Feniletilamina que estão ligados a elevação dos níveis de serotonina no cérebro, ou seja, com efeitos estimulantes e anti-depressivos elas contribuem com a sensação de bem estar. Ora, não faltam bons motivos para consumir mais vinho e chocolate. E o melhor de tudo, sem aquela sensação de peso na consciência.

  • Sueane Chaves

    Gostaria de obter algumas recomendações sobre a mistura de chocolate suiços, em especial o Lindt, e o vinho do Porto.

  • Luciana Byhain

    Ainda não provei vinho com chocolate, eu sou fascinada por chocolate e amo vinho, acho que deve ser maravilhoso. Essa idéia precisa ser divulgada a ponto de se formar algo consolidado uma espécie de paixão mundial. Eu apóio e descreveria como um desafio encantador poder harmonizar vinho mais o chocolate. Deve ser algo completamente magico, pois tratam-se de duas paixões deliciosas.

  • LOPES

    A harmonização, muitas vezes não são químicas comprovadas, mas vem da sensação de cada pessoa. essa percepção sensível aparece quando alguém desarmado resolve flutuar por esses campos da natureza. o Chocolate como vários outros alimentos é de dificílima combinação, como faz parte do sonho da maioria dos seres humanos, alguém muito inteligente o usou de maneira prática e util. minhas experiências abertas, mostram que o prazer dos chocolates, tanto branco como escuro, de meios doces a bem doces, e preferivelmente os meio amargo ou amargo, dá uma sensação maravilhosa a boca quando combinado com Vinhos da família dos fortificados, os melhores para os chocolates são os tintos: Os Jerez doces e jovens, os Portos simples ou safrados (Ruby), os Madeiras jovens e doces, e sem duvida o melhor para o chocolate é o exclusivíssimo Banyuls, ele é feito numa oxidação muito propicia e tem um corpo dos mais equilibrados, seu doce natural passeiam a boca com a cremosidade do chocolate, seu corpo espetacular provoca um encontro romântico e prazeroso quando dissolvido o chocolate a boca. deve ser consumido junto com a mastigação do chocolate, dar uma massa cremosa, macia, densa e sinta por alguns segundos a boca antes de ingerir… claro que o chocolate tem que ser de alta qualidade, tipo suíços, belgas, franceses etc. e não pode ter muitas misturas, no máximos castanhas ou amêndoas.

  • LAIS

    SÃO OTIMAS COMBINAÇOES , ACHO QUE UM VINHO DE SOBREMESA COMO CADÃO MOSCATEL ARMONIZA MUITO BEM COM UM LINDT LINDOR DARCK ,E NOS RESTA CELEBRINDAR…

  • Keily Sá

    Tentem fazer a mistura (bata no liquidificador) que leva 01 garrafa de vinho tinto, 01 lata de leite condensado, chocolate a gosto et ermine com um chocolate granulado por cima se quiser . É muito bom neste frio.

  • Marisa

    Eu amo degustar vinho tinto com chocolate, o sabor é maravilhoso, há quem me critique mas insisto em amar a combinação.

  • Flavia Sousa

    Fui contratada a poucos dias pra ser atendente de vinhos do supermercado pão de açúcar e expresso aqui meus agradecimentos por essas dicas que irão me ajudar muito.
    Gostaria de mais dicas dobre vinhos.

    Obrigada a todos e espero as dicas.

  • Fátima,

    CORRIGINDO: FICAM DELICIOSAS…

  • Fátima,

    CONSIDERO A COMBINAÇÃO CHOCOLATE COM VINHO, ALGO MUITO GOSTOSO. LONGE DE QUAQUER AVALIAÇÃO TÉCNICA., PENSO QUE SABORES E AROMAS SÃO ALGO QUE DEPENDEM DE GOSTAR OU NÃO GOSTAR. FAZ MUITO TEMPO COMO CHOCOLATE ACOMPANHADO DE VINHO OU ESPUMANTE. AS PASTILHAS DE CHOCOLATE MEIO AMARGO FICAM DELISIOASAS. PRAZERES GASTRONÔMICOS NÃO FAZEM PARTE DE CONCURSO E, PORTANTO, NÃO TEM JURI. hummmm QUE DELÍCIA!!!

  • http://www.peqprazeres.blospot.com Cláudia Merquior

    Olá! Gostaria de uma dica de Banyuls bom e acessível. Se é que existe…rssss Obrigada.

    • GISLANE

      Olá Cláudia, vc já ouviu falar do vinho Portento, é um típico vinho fortificado, delicioso e acessível. Com certeza vai lhe agradar muito para fazer essa maravilhosa combinação de chocolate e vinho.

      Abs.
      Gisa….

  • Cris/Rodrigo

    Apreciem esta combinação…

  • RICARDO NETTO TEIXEIRA

    GOSTO MUITO DE VINHO E DE CHOCOLATE.ONDE POSSO ENCONTAR MAIS LITERATURA TECNICA SOBRE:

    O CHOCOLATE E A SAUDE

    O VINHO E A SAUDE

    A COMBINAÇÃO DE VINHO COM CHOCOLATE

    oBRIGADO,

    RICARDO

  • Godoy

    Acertei na escolha. Antes mesmo de ler este site pensei em variar o vinho com alguma outra coisa que fosse diferente. Comprei uma barra do Lindt excellence 70% e um bom pinot noir safra 2006. Excelente!!!
    Mozart tocando, um belo chocolate amargo e um bom vinho, dádiva dos deuses. A ESCOLHA NÃO FOI FÁCIL, LEVEI UMA semana pra decidir qual vinho cairia bem com o chocolate. Fiz tudo isso procurando por vinho mais encorpados e frutados. Usei apenas a memória olfativa pra decidir, não experimentei nenhum pra não estragar a surpresa. e advinhe: acertei na escolha.

  • Gerson

    Banyuls
    Tinto fortificado
    Languedoc-Roussillon
    Grenache
    O vinho mais indicado para acompanhar chocolates é o Banyuls. Não que ele seja diferente de outros similares em álcool e açúcar, mas pelo conceito também generalizado de que “é o único vinho que combina com chocolate”. Há uma ação de marketing bem conduzida que deve ser respeitada. Enquanto outros precisam provar que servem, o Banyuls é antecipadamente aceito pelo enunciado. Elaborado na França, na área de Roussillon, com a uva Grenache Noir, apresenta-se em vários estilos que se distinguem pelo período de envelhecimento. Deve ser servido na temperatura próxima de 12° em copos de sobremesa. Agora, com o advento da Páscoa, degustar os tradicionais ovos ocos de chocolate com Banyuls é um bom momento para confirmar na prática que “chocolate combina com vinho”.

  • Gerson

    O melhor vinho com chocolate é Banyuls, falando serio vinho com chocolate eu acho que não.Tem tempo para tudo…

  • Pingback: Antioxidantes naturais. Saiba o que o chocolate pode fazer pela sua saúde

  • irani

    olá
    ouvi falar de chocolate misturado com vinho aquecido,como uma bebida única, gostaria de saber se vcs sabem de alguma receita a respeito
    abraços
    irani

  • http://www.rebecaervas.blogspot.com rebeca

    essa combinação realmente é divina!

    adoro muito chocolate…tudo vai bem com ele…
    me visite,
    abraços

    rebeca

  • Letícia

    Olá!
    Também aprovei a combinação de vinho e chocolate.
    Meu preferido é O Nugali 80% Cacau, com cacau de origem. Um verdadeira delícia. O 70% cacau da marca também aprova.

    Letícia

  • http://www.belovinho.com.br Lucas

    Ola amigos!!

    Adoro fazer combinações de chocolate com o vinho Jerez tipo Cream.
    E claro, o clássico vinho do Porto fica bem legal….

    Abraços!

  • rodrigo leme

    Como vinho para chocolate. Já experimentei chocolate amargo com vinho do porto e harmonizou bem. A sugestão c o Pinot Noir me surpreendeu, vou tentar.
    O senão é pela azia qque a mistura vinho + chocolate me provoca, não sei por que, mas é fatal, posso preparar a ranitidina para o dia seguinte.

  • http://gourmandisebrasil.blogspot.com/ Nina

    Já passei por uma experiência em uma degustação com vinho tranquilo e chocolates amargos e 1/2 amargos. Confesso que não foi para mim, talvez eu seja tradicional demais!
    Qto ao salentein, degustei alguns rótulos e o considero com teor de álcool não integrado. Ainda não li Saul Galvão (ele não me parece o tipo de pessoa que faz comentários ácidos…rs). Falei sobre o excesso do ácool pq achei que vc tivesse sugerido para criar uma harmonização por contraste: se o chocolate é um alimento rico em sabor e gordura (aquece), imaginei que o vinho deveria ser mais ameno.
    Sobre o tiramisù, talvez o café seja o mais recomendado mesmo. Mas muitos pratos não são feitos para harmonizar com bebida alcóolica e sim apenas com uma boa água.
    abs.

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    A combinação vinho e chocolate não é uma perfeição, mas está longe de ser abominável como muita gente acredita ser. Frequentemente escuto ou leio os “experts” afirmarem aquilo que pode ou não pode acompanhar tal vinho. Isso cria uma barreira para os iniciantes; a pessoa fica com medo de cometer uma gafe, afasta pessoas comuns do prazeroso e saudável hábito de consumir (moderadamente)o vinho. A combinação de vinho e comida é uma questão de cultura gastronômica, não é uma ciência regida por normas quase matemáticas. Cultura gastronômica é uma coisa que se aprende com experimentação, não é ensinada em manuais.

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Olá Nina,

    É natural que você tenha dúvidas. O mundo do vinho é essencialmente regido por dogmas. Não é de estranhar que você e muitas pessoas fiquem surpresas com algumas das combinações sugeridas. O esperado seria recomendar um vinho fortificado ou quando muito um Moscatel para acompanhar as trufas de puro chocolate. Quando falamos em harmonizações com o vinho, não sei por que, imaginamos algo de Botticelle e ou de Michelangelo. Seria a perfeição? Talvez. Vai ver exatamente por isso a maioria das pessoas tem medo de ousar e experimentar. Esqueça os raciocínios do tipo “e se não ficar tão bom quanto o casamento de um Sauternes ou um Quarts-de-Chaume com um escalope de foie gras ou um Roquefort?” Ora bolas, o que importa é que você goste.

    Mas voltando as suas dúvidas, sim, acredito que um bom Pinot Noir consiga acompanhar bem um chocolate dark de no máximo 70% cacau (não o ao leite), mas essa é a minha opinião. Não tenho a pretensão de achar que todos irão adorar essa mistura. Seu apontamento em relação à temperatura é bem pertinente. O ideal é servir, principalmente se forem vinhos mais leves, com uma temperatura mais baixa, algo em torno de 16°.

    Quanto ao Salentein não entendi a sua observação, já que nesse caso, o álcool vai muito bem para acompanhar o chocolate. Para falar a verdade Nina, você não é a primeira pessoa que se queixa do excesso de álcool do Salentein. Para mim esse vinho é tão alcoólico quanto a maioria dos vinhos modernos. Somente para citar alguns exemplos: Ruca Malen, Step RD, Gran Callia, Luccarelli, Septimo Dia e muitos outros. Ué!? Por que todo mundo só comenta do excesso do Salentein? Será que é a influência do livro do Saul Galvão? Bom, deixa para lá!

    Para encerrar posso te dizer que gosto muito de Tiramissú, porém tenho que admitir que o aroma e o sabor incisivo do café e do Amareto passam por cima da maioria dos vinhos. Por isso adoro acompanhar com um espresso de um blend de Cerrado Mineiro e Huehuetenango. Uma maravilha! Mas, ainda sim, se a escolha for por um Moscato D´Asti, não vai ficar ruim. No entanto, é inútil tentar convencê-la sem antes você experimentar. Fique a vontade para comentar novamente e nos relatar a sua experiência. Um grande abraço!

    P.S.: Lorena, acho que só degustamos um La Celia Cabernet Franc. Mas, dentro em breve também provaremos o Malbec.

  • Marcos Cunha

    Concordo plenamente com a combinação vinho e chocolate, e , posso afirmar que há tempos já experimento essas iguarias em conjunto.
    Na minha opinião os melhores chocolates são O 70% de cacau da Lindt, o Special Dark da Hershey’s e, um muito bom custo/benefício,o amargo da Arcor.Com certeza os vinhos Pinnot Noir são os que mais combinam, porém observei que os Cabernet Sauvignon e Malbec mais amadeirados caem muito bem também.

  • Lorena

    Vocês tem algum artigo sobre o Finca La Celia Malbec?

  • http://gourmandisebrasil.blogspot.com/ Nina

    Concordo com o Porto harmonizando com chocolates (bem clássico), com certeza houve equilíbrio.
    Os vinhos (pinot noir) não criaram uma desagradável sensção de acidez no palato?! Os aroma do vinho não sumiram? Sei que os chocolates que usou para esta degustação continham pouco açúcar, mas não atrapalhou? Essa uva geralmente gera vinhos com pouco peso e, o chocolate possui tanta untuosidade, presença tão marcante….
    Particularmente acho que os vinhos da Salentein “sobram” um pouco no álcool. Não gerou uma sensação quente demais com o chocolate?
    Com o Asti tbm foi uma harmonização por oposição?

    abs.