Mendel Wines

A Mendel Wines, apesar de jovem e pouco conhecida no Brasil, traz no DNA de seus vinhos o talento de um dos mais respeitados enólogos argentinos: Roberto de La Mota. O sobrenome de La Mota faz parte da história, basta lembrar que o pai de Roberto – Raul de la Mota – foi um dos responsáveis pelo sucesso da Bodega y Cavas de Weinert, uma das primeiras a apostar em varietal Malbec. O filho Roberto não ficou à sombra do pai, muito pelo contrário, obteve fama e respeito internacional ao iniciar em 1996 a Terrazas de los Andes. Em 1999 foi a vez do Cheval des Andes, a parceria entre a Terrazas de los Andes e o Chateau Cheval Blanc (ambas as empresas pertencem ao grupo de luxo LVMH). Depois dos êxitos obtidos, Roberto de la Mota deixou a Terrazas para em 2003 iniciar sua própria bodega, a Mendel Wines.

A Mendel é uma empresa pequena, focada em qualidade e voltada para o segmento de vinhos premium. As instalações ficam numa antiga bodega na zona de Mayor Drumond, erguida no início do século passado por imigrantes italianos. Roberto e sua sócia, Anabelle Sielecki,  instalaram cubas de aço inóx, compraram equipamentos modernos e aproveitaram as antigas cubas de cimento para a abrigar as barricas de carvalho. Tudo muito simples e funcional, nada daquelas estruturas cinematográficas que estamos habituados a ver na Argentina. Aqui a tônica é outra, parece uma empresa familiar, com pessoas motivadas e apaixonadas pelo que fazem. Juntamente a bodega em Mayor Drumond fica o principal vinhedo da Mendel, uma belíssima finca de Malbec com mais de 80 anos. Além desse vinhedo, a Mendel possui mais algumas terras em Perdriel com Malbec e Cabernet Sauvignon. É desses vinhedos que saem as uvas para os dois principais rótulos, o Mendel Malbec e o Mendel Unus. Mas não é só isso, existe também o limitadíssimo Mendel Finca Remota, um 100% Malbec feito com uvas de Finca Altamira, um dos vinhedos mais cobiçados de toda a Argentina.

Os vinhos da Mendel são puros e limpos, sem dúvida entre os melhores que provamos no On the Road 2009. A tônica é toda da Malbec, mesmo no Unus que emprega 30% de Cabernet Sauvignon. O estilo é bem frutado, com concentração, taninos macios e carvalho na medida certa. É a Malbec no seu melhor estilo. Uma pena não termos provado o Finca Remota, a justificativa da Mendel foi simples: poucas caixas, não vale nem a pena divulgar. Sei… O marketing de restrição é matador para aumentar o prestígio! Todos os vinhos da Mendel nascem a partir de vinhas velhas plantadas em alta densidade e com baixíssima produtividade. O trabalho de vinificação é cuidadoso, com seleção manual de cachos, maceração prolongada e posterior maturação em barricas novas de carvalho francês por no mínimo 14 meses.

A nossa degustação foi conduzida pelo enólogo Santiago Mayorga, que no vídeo abaixo apresenta a bodega:

Mendel Malbec 2007 (R$97)

Ótimo Malbec, muito sedutor e cheio de nuances, maturado em barricas de segundo uso. Nariz intenso e frutado, com ameixas pretas, toques de chocolate, amoras e um carácter floral louvável. Encorpado e denso, porém macio e persistente. Final de boca longo e agradável.

Mendel Malbec 2006 (sem rótulo)

Provamos um super Malbec que ainda não havia sido rotulado, maturado em barricas de primeiro uso, ainda mais concentrado que o Malbec “básico” da Mendel. Nesse vinho encontramos uma paleta aromática cheia de frutas negras, flores, cacau e notas tostadas muito agradáveis. Macio e volumoso, porém equilibrado, sem parecer enjoativo. Um Malbec memorável, entre os melhores da Argentina.

Mendel Unus 2007 (R$195)

Um corte de Malbec (70%) e Cabernet Sauvignon (30%), com passagem de 16 meses em barricas de primeiro uso. Frutas negras maduras dominam o nariz com muita intensidade; reforçadas por notas de especiarias e toques florais. Taninos de excelente qualidade garantem um textura incrível na boca. Final de boca longo e muito agradável. Rico e complexo, com ótimo equilibro e concentração espetacular. O Mendel Unus foi um dos melhores vinhos que provamos na Argentina durante o On the Road 2009, um perfeito exemplar do melhor estilo de Mendoza. Merece um lugar na adega.

Importação: Grand Cru

Visitas:

A Mendel Wines está localizada na Rua Terrada, 1863 – em Mayor Drumond, Luján de Cuyo — entre as ruas Anchorena e Azcuénaga. Para chegar lá é fácil, veja o nosso mapa:

Localização da Mendel Wines

Como a bodega é pequena, é imprescindível uma reserva antecipada. Consulte o site para entrar em contato.

* * *

Este post faz parte da série On the Road 2009. Clique aqui |+| para ler mais artigos sobre o Chile e a Argentina. Clique aqui |+| para ler sobre outras viagens dos editores.

  • Bill Robinson

    Acabei de comprar uma garrafa do Mendel Malbec 2007 aqui no New Jersey (EUA). Paguei US$29.99 (R$ 54 com dollar baixo). Porque o vinho no Brasil e’ tao caro?

  • Mauricio

    Mais um belo trabalho pessoal, Parabéns! Ainda não tive oportunidade de provar os vinhos da Mendel mas já vi boas criticas na Wine Spectator. Com a bagagem do Roberto por tras da vinicola certamente os resultados serão de primeiríssima qualidade.