Trivento Reserve Cabernet-Malbec 2002

Vinho tinto argentino Trivento Cabernet Malbec Reserve 2002Chile ou Argentina? A discussão entre chilenos e argentinos a respeito de qual terreno e clima produz os melhores vinhos sul-americanos é antiga. Mas, temos que admitir que os investimentos em terras argentinas, inclusive pelos vizinhos chilenos, é muito expressivo. Só para enumerar algumas incursões chilenas temos: Santa Rita e Viña Carmem com a Doña Paula; Viña Montes com a Kaiken; e Concha y Toro com a Trivento Bodegas & Viñedos. Esta última iniciou as atividades em Mendoza, em 1996, com uma estratégia comercial agressiva e o background da maior vinícola da América do Sul. Uma curiosidade, o nome Trivento foi escolhido pela importância dos três ventos (Polar, Zonda e Sudestada) no desenvolvimento e crescimento das videiras nessa região. Sem dúvida uma boa sacada na estratégia de internacionalização da marca. Os vinhos da Trivento geralmente são muito bons e apresentam uma boa relação qualidade/preço. A análise visual desse corte Cabernet-Malbec Reserve 2002 revelou uma cor grená escura com sinais de evolução. Aroma doce e intenso de geléia e frutas passificadas como uvas e ameixas. Leve presença de cacao e notas tostadas emprestadas pelos 8 meses de estágio no carvalho. Corpo generoso, taninos finos e uma acidez marcante. Final de boca persistente com uma leve adstringência.

Muito Bom
Assemblage muito agradável e equilibrado, resultado de uma excelente safra. Um vinho de fácil harmonização gastronômica.
Grad. Alcóolica: 13,5%
Preço: R$ 30
Importadora: Wine Premium

  • Flávio Hosken

    Gostaria de saber quais os tipos de acompanhamento que hamonizam com esse vinho?

    Obrigado!

  • http://www.qvinho.com.br Jomar

    Antonio,

    Recomendo a leitura de bons livros, essa é a melhor maneira de começar, além disso, provar diferentes tipos de vinho é fundamental. Aqui no QVinho você irá encontrar muita informação, mas se você busca algo mais didático, recomendo o excelente livro “A Arte de Degustar o Vinho”, do grande somellier Enrico Bernardo.

  • Antonio Edson

    Prezados Senhores,

    Sempre gostei de vinho, mas como todo bom brasileiro apreciava o “vinho” suave, comum, geralmente usado pelas classes mais populares durante a Semana Santa.

    No Natal de 2006, uma de minhas filhas me presenteou com um Reservado Carbenet Sauvignon, da Concha Y Toro. Esse acontecimento despertou-me o interesse e a curiosidade por vinhos. Passei a degustá-los com mais frequência, logicamente o chileno. Através da internet pesquisei sobre vinhos, e descobri, que Merlot, Carbenet, Malbec, etc, etc, são variedades de uvas. Como não tenho condições financeiras de adquirir vinhos mais caros, fico naqueles que têm um preço mais confortável, mas que nem por isso são vinhos ruins. Na minha pesquisa aprendi que nem sempre os vinhos mais caros são os melhores.

    Hoje, agora, neste momento, estou degustando um Trivento, Merlot-Malbec, argentino, do grupo Concha Y Toro, prá mim, simplesmente delicioso.

    Como gosto de muito de vinho, gostaria de saber ou receber informações/orientações sobre como conhecer um bom vinho e sobre os tipos de uvas.

    Desde já, esperando contar com a valiosa colaboração de vocês, apresento meus sinceros agradecimentos.

    Antonio Edson

  • Hélio Silveira

    Minha namorada adora vinhos chilenos e é bastante conhecedora desse mundo, eu como sou leigo no assunto,peço uma dica para presenteá-la. O Trivento é uma boa pedida?