WofA 2010: Bodega El Porvenir

A Bodega El Porvenir foi fundada por uma família de imigrantes italianos em 1890, no Vale de Cafayate, na Província de Salta. No ano de 99 a empresa foi comprada pela família saltenha Romero Marcuzzi que realizou investimentos na aquisição de novos vinhedos e na modernização da vinícola. O símbolo que identifica os rótulos é uma Cruz Inca, uma vez que essa região foi habitada até o século XV por parte do Império Inca. São aproximadamente 80 Ha de vinhedos, localizados em duas propriedades (Finca Rio Seco e El Retiro) que estão a uma altitude de 1.750 metros. É nessa privilegiada região que estão os parreiras com mais de 45 anos de idade de Torrontés, a uva mais emblemática e plantada em Cafayate. A bodega – que conta com a assessoria enológica da espanhola Maria Isabel Mijares – produz cerca de 150 mil garrafas/ano, embora uma boa parcela da produção de uvas ainda seja vendida para terceiros. Foi a primeira vez que provei os vinhos da El Porvenir, e tive uma ótima impressão, principalmente de rótulos como o Torrontés e o Tannat.

Laborum Torrontés 2009

Assim como outros rótulos da linha Laborum a produção não passa de 20 mil garrafas. Esse Torrontés produzido a partir dos velhos parrerais resulta num vinho bem aromático e refrescante. Nariz frutado e tipico da varietal; notas de pêssegos e flores. Na boca é agradável, tem bom equilíbrio entre acidez e açúcar. Final levemente adocicado, sem traços amargos.

Amauta 2006

Um delicioso corte de 60% Malbec, 30% Cabernet Sauvignon e 10% Syrah com passagem entre 6 e 8 meses em barricas. Nariz delicado marcado por boa frutuosidade e frescor, sem exageros de madeira. Presença de boca razoável, muito gostoso de beber.

Laborum Malbec 2006

Um belo Malbec. Bouquet um pouco fechado no inicio da degustação – talvez precisasse de mais tempo para exprimir seu potencial – mas com boa complexidade. Notas de ameixas, amoras negras e cacau bem mescladas com o carvalho. Na boca é encorpado, taninos muito firmes e doces. Final longo e untuoso.

Laborum Tannat 2006

Proveniente de vinhedos velhos de Tannat o Laborum mostrou muita personalidade. Aroma exótico e intenso, com boa presença de fruta madura, notas tostadas e um leve mentol. Boa estrutura, marcada por taninos de excelente qualidade. Nada que remeta a rusticidade, esse Tannat apresentou equilíbrio com um final duradouro e delicioso. Um excelente vinho que pode suportar muito bem alguns anos na garrafa.

* * *

Este post faz parte da série Wines of Argentina 2010 (WofA). Clique aqui |+| para ler mais. Para ler sobre outras viagens dos editores pela Argentina, clique aqui |+|.

  • http://nossovinho.com Paulo

    Caros Jomar e Jackson
    Venho apenas para elogiar seu trabalho que admiro muito. Adoro a QVINHO Tv e o site de vocês é uma inspiração.
    Forte abraço

    Paulo

    • http://www.qvinho.com.br Jomar

      Obrigado Paulo! Continue por aqui e sempre que puder participe deixando algum comentário.

      Abraço!

  • OCTAVIO

    Conheço a bodega. Muito atenciosos e com ótimos vinhos. Neste ano, a assessoria passará a ser do americano Paul Hobbs, que está à frente da bodega Cobos, dentre outras. Eu recomendo todos os laborvm, embora no Brasil sejam vendidos por mais de 100,00. Estive semana passada na fronteira SC/PR e Argentina, na cidade de Bernardo de Yrigoyen, onde há uma grande loja de vinhos, de nome Vera. Tomei desta vez o Malbec 2006. Ótimo. Eles passarão a vender os produtos da Provenir. Os Laborvm, ainda não oficial, por menos de 100 pesos – ou 50 reais.

  • ELMO

    Jackson, o Kayser Soze é seu alter ego? Tenho visto os vinhos da Porvenir em preços relativamente salgados por aí, o que me diz do custo-benefício, meu caro?

    • http://www.qvinho.com.br Jackson

      Não, é só um leitor assíduo do QVinho. Não sei de que lugar, mas está acompanhando atentamente as atualizações. Em relação ao preço dos rótulos da El Porvenir, não estou muito por dentro. Por quanto você encontrou esses rótulos?

  • kaiser soze

    so mesmo o Qvinho para fazer uma pesquisa detalhada como essa e nos oferecer esses deleites. Sucesso!!!

  • http://cecmoura.blogspot.com/ Ana Cecília Moura

    Belo blog. Difícil é selecionar as sugestões face a tantas opções fantásticas a serem degustadas. Já experimentei o Malbec que ilustra a página, mas não recordo as impressões.
    Abçs.