WofA 2010: Xumek

A região de San Juan é a segunda em importância na produção de uvas e vinhos da Argentina. No Vale de Tulum, numa área de pré-cordilheira, os vinhedos estão localizados a 650 metros do nível do mar, onde o solo é pedregoso e a temperatura média anual é de 17ºC. Já no Vale de El Pedernal, zona recentemente incorporada à geografia vitivinícola argentina, a altitude onde são cultivadas as uvas pode chegar a 1.350 metros. Outro destaque é o Vale de Zonda, localizado a apenas 18km da cidade de San Juan. Essa área foi escolhida pela Santa Silvia Agricola Industrial para iniciar, em 2002, o projeto Xumek.

A palavra Xumek era utilizada pelos huarpes – antigos moradores do Vale do Zonda – para designar o Sol. Esse nome serviu de inspiração para o empreendimento que está localizado numa altitude média de 980 metros, e ocupa uma imensa área de quase 10 mil Ha, sendo que a superfície de vinhedos é de 170 Ha. Nessa região o solo é de origem aluvial, muito arenoso e pedregoso; e o regime de chuvas atinge em média 100mm anuais. Por enquanto a produção é terceirizada numa bodega em Cruz de Piedra, Mendoza, mas a construção da vinícola já está prevista para 2011. Apesar de novo, o empreendimento – com gerência de enologia de Daniel Ekkert e consultoria de Paul Hobbs – já mostra ótimos resultados. Segundo Aníbal Marengo, gerente de exportação, o ingresso no mercado brasileiro deverá ocorrer de forma mais restrita, em alguns mercados-chave, e por meio de enotecas e lojas especializadas. Por isso, nesse momento, estão avaliando uma parceria com uma importadora aqui no Brasil. A ideia é que os vinhos cheguem com preços bem competitivos, principalmente os rótulos da linha Zonda. Vamos aguardar e torcer.

Zonda Chardonnay Viognier 2009

Para dar um pouco de complexidade, porém sem mascarar a fruta, apenas 10% do vinho passa 3 meses em barricas de carvalho francês e americano. O resultado é um branco de ótima estrutura – ainda que deixe a desejar em acidez – com aroma fresco e delicioso de pêssegos, damasco e flores.

Zonda Malbec 2009

Um Malbec muito gostoso com ótima expressão de fruta. O contato com a madeira foi muito sutil, apenas 18% do vinho passa pelo carvalho. Nariz repleto de frutas maduras com um fundo leve de baunilha. Um vinho fácil de beber; taninos acessíveis, com um final agradável e balanceado.

Xumek Malbec 2008

Bouquet intenso de frutas maduras; em destaque cerejas e ameixas negras. Algumas notas especiadas dadas pela passagem pela madeira. Na boca é um vinho generoso, taninos doces e macios. O final é gostoso, mas não é dos mais longos.

Xumek Reserva Blend 2008

Um delicioso corte de 60% Malbec e 40% Syrah, onde 60% do vinho passou 12 meses em barricas de carvalho francês e americano. Cor violeta impenetrável, com lágrimas muito tingidas. Ao primeiro contato o bouquet se mostrou um pouco fechado, porém aos poucos liberou um delicioso aroma de amoras e cerejas negras, acompanhado de um fundo de especiarias doces e chocolate. Na boca é denso e encorpado, com taninos firmes e doces. Final longo e caloroso. Um vinho ainda jovem e de perfil moderno que pode melhorar com alguns anos de adega.

* * *

Este post faz parte da série Wines of Argentina 2010 (WofA). Clique aqui |+| para ler mais. Para ler sobre outras viagens dos editores pela Argentina, clique aqui |+|.