Viña Montes

É difícil falar em vinho chileno de alto nível sem falar na Viña Montes. Para um apreciador de vinhos ir ao Chile e não visitar essa vinícola é algo imperdoável. A Viña Montes nasceu em 1988 com um propósito muito claro: produzir grandes vinhos, grandes o suficiente para elevar o Chile ao pináculo da viticultura mundial. A Viña Montes é um divisor de águas na história da viticultura chilena, uma vez que foi precursora dos vinhos de alta qualidade. Até então, todos as vinícolas eram focadas em produtividade e não em qualidade. Quando o Montes Alpha Cabernet Sauvignon chegou ao mercado — ao final da década de 80 — um novo padrão de vinho chileno começou a se definir. Lembro que o primeiro Montes Alpha que provei foi o da safra 1994, na época era um vinho distinto, mais redondo e concentrado que outros chilenos. Um estilo fortemente influenciado pelos cabernets californianos.

A bodega da Montes em Apalta é super moderna e funcional, como a maioria das bodegas atuais, porém aqui alguns detalhes chamam a atenção. Tudo foi rigorosamente projetado conforme os preceitos do Feng Shui, a sala de barricas é um caso a parte, uma vez que aqui os vinhos descansam ao som de cantos gregorianos. Se os vinhos melhoram com a música eu não sei, agora uma coisa precisa ser dita: esses caras sabem muito bem como vender o seu peixe.

A Montes possui um portfólio bem completo de vinhos: a linha Montes é a mais básica, rótulos de excelente relação qualidade/preço; a Montes Alpha é a mais emblemática, com opções varietais de qualidade sempre constante. Os vinhos ícones são um capítulo a parte, o Alpha M, o Folly e o Purple Angel são grandiosos, porém muito diferentes, possuem personalidade própria. É difícil dizer qual deles é melhor — o Montes Alpha M é que tem o perfil mais clássico — mesmo assim dá para “pegar” as diferença muito rapidamente. O Montes Alpha M é a elegância, o Folly é pura exuberância, por sua vez, o Purple Angel é misterioso e exótico.

Visitas:

A Viña Montes fica na região de Colchagua a 200km ao sul de Santiago. Para chegar lá saia de Santiago pela Ruta 5 sentido sul até chegar em San Fernando. Depois pegue uma saída até Santa Cruz e, antes de entrar nessa cidade, vire a direita na estrada que indica para Apalta. Mais uns 5km você irá avistar a entrada da Viña Montes.

Veja o mapa da região

A Montes efetua visitas guiadas por 12.000 pesos (ao redor de R$50) – incluindo a degustação dos vinhos. Para provar os vinhos ícones – M, Folly e Purple Angel – será necessário desembolsar mais 6.000 pesos por copo. Maiores informações no site da Montes.

Importadora: Mistral

Montes Alpha Chardonnay 2007 (R$ 91)

Um dos meus vinhos preferidos da Montes, este chardonnay é feito com uvas do Vale de Leyda, região de prestígio crescente no Chile. Metade do vinho fermenta em barricas de carvalho francês. Excelente aroma, frutas brancas mescladas com notas da madeira. Na boca é ótimo, não é pastoso como muitos chardonnays do Novo Mundo.

Montes Alpha Pinot Noir 2007 (R$ 91)

Outro vinho da Montes produzido com uvas do Vale de Leyda. Esse Pinot não decepcionou, mostrou estrutura e certa complexidade. Ótimo aroma de frutas vermelhas, toque tostado do carvalho mas sem exagero. É suculento e gostoso na boca, graças a uma boa acidez e taninos macios.

Montes Alpha M 2005 (R$ 330)

Sem sombra de dúvidas o melhor vinho da Montes, um belo representante daquilo que o Chile produz de melhor. Um corte de cabernet sauvignon (80%), cabernet franc (10%), merlot (5%) e petit verdot (5%) das melhores parcelas do vinhedo de Apalta. O Montes Alpha M é um vinho complexo, cheio de nuances e muito fácil de apreciar. Frutas negras em abundância, sem sobrematuração, além de notas tostadas de cacau, café e um toque de grafite. Na boca é denso, porém os taninos de excelente qualidade não atrapalham. Um vinho classudo que merece um lugar na adega. Seu único defeito é o preço.

Montes Folly 2006 (R$ 330)

Nunca fui muito fã do Montes Alpha Syrah, sempre achei um vinho muito marcado pelo carvalho. Agora, com o Montes Folly a história é diferente. As vinhas que originam o Folly foram plantadas nas áreas mais altas e de maior inclinação do vinhedo de Apalta, com alta densidade e baixíssima produtividade. Esse vinho é voluptuoso e selvagem, fora dos padrões. Uma explosão de frutas vermelhas e flores, reforçadas por sedutoras notas tostadas. Ainda muito jovem, com taninos vivos e estrutura musculosa. Exótico e delicioso.

Purple Angel 2006 (R$ 204)

Um vinho de alta qualidade produzido quase que totalmente com carmenérè (92%, os outros 8% são completados com petit verdot). Não existem muitos vinhos dessa estirpe, o Clos Apalta da Casa Lapostolle também abusa da carmenérè, mas não na mesma proporção que o Purple Angel. Curiosamente, apenas metade das uvas carmenérè provem do vinhedo de Apalta, uma vez que a outra metade é originária do vinhedo El Arcangel em Marchigüe. Essa última região fica a apenas 25Km do mar, tem maior amplitude térmica e é ainda mais seca que Apalta. O Purple Angel é um vinho escuro e denso, possui um perfil aromático complexo. Aroma de frutas negras, chocolate e tabaco dominam o nariz. Na boca é encorpado e persistente, com taninos de excelente qualidade. Um carmenérè único e de alto nível, bem diferente das versões baratas que os chilenos tentam empurrar goela abaixo.

* * *

Este post faz parte da série On the Road 2009. Clique aqui |+| para ler mais artigos sobre o Chile e a Argentina. Clique aqui |+| para ler sobre outras viagens dos editores.

  • fernando

    bom dia ! 29-10-11 ,

    achei muito interessante sob as dicas de vinhas montes e suas garrafas fantasticas, gostaria se saber se tem excursao de sta cruz para a vina montes e ou de outra cidade mais proxima. abs

  • Pingback: Ventisquero: Vindima 10 anos

  • http://webmail@folly.com.br Luiza

    Embora jovem, o vinho Montes Folly, revela toda a ousadia de ser a um só tempo, novidade, exuberância e promessa. Vinho selvagem, que encanta, na medida em que seu paladar exótico vai enebriando. Novo e ao mesmo tempo inteiro, incorpado, voluptuoso. Adorei!
    Abraços,
    Stelle

  • http://webmail@folly.com.br Luiza

    Embora jovem, o vinho Montes Folly, revela toda a ousadia de ser a um só tempo, novidade, exuberância e promessa. Vinho selvagem, que encanta, na medida em que seu paladar exótico vai enebriando o paladar. Novo e ao mesmo tempo inteiro, incorpado, voluptuoso. Adorei!
    Abraços,
    Stelle

  • Helena

    Olá estou a procura de um Montes Alpha para desgustar com uns amigos europeus mostrando que na américa do Sul há bons vinhos…conquanto como sou apreciadora com básicos conhecimentos, gostaria de saber se por exemplo eu adquirir um exemplar da safra 2007 ou 2008 ele será tão bom quanto o 2005 já que as notas referem-se muitas vezes as safras anteriores…
    agradeço resposta
    Atenciosamente

    • http://www.qvinho.com.br Jackson

      Helena, certamente os vinhos terão características diferentes, mesmo porque um Montes Alpha 2005 já conta com um certo amadurecimento e evolução que você não encontrará nas safras mais jovens. De qualquer modo, apesar das diferenças de safras, a Montes consegue se manter fiel no estilo dos vinhos sempre entregando ótimos resultados.

      Abraço

    • jacques

      Olá Helena, não última ida ao Chile adquiri algumas garrafas se tiver interesse posso lhe garantir 02 garrafas. Qualquer dúvida entre em contato pelo email: jacquesmartins@hotmail.com

  • http://www.godoyimoveis.meubox.com.br Godoy

    Gostaria de fazer parte do clube do vinho

  • Pingback: Viña Amayna

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Beleza Marcos, agora que você conhece o caminho fique a vontade para participar.

    Para alugar um carro no Chile basta a habilitação brasileira, a não ser que você queira cruzar a fronteira com a Argentina, nesse caso será necessária uma autorização especial, e é claro, um custo a mais.

    Espero que você curta bastante a viagem. Abraço

  • Marcos

    Olá Jackon, eu estou programando uma viagem ao Chile para o meio do ano e por acaso descobri esse seu blog que é muito bom por sinal, irei acompanhar a partir de agora! heheh

    Vi em outro post que vocês alugaram carro lá no Chile. A minha dúvida é se qualquer um que tenha carteira de motorista aqui do Brasil pode andar tranquilamente por lá ou se precisa de alguma outra coisa, uma autorização ou algo do gênero.

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Olá Mônica, espero que você continue navegando por nossas reportagens. A Viña Montes já conta com representação exclusiva no Brasil por meio da Mistral, então acho melhor você descartar essa ideia.

    Não entendi se você tem interesse comercial ou é apenas para consumo próprio. Sinceramente se você deseja importar diretamente, vale a pena procurar por pequenas vinícolas familiares. Porém, não se esqueça o tramite aduaneiro correrá por sua conta.

  • monica

    Olá, adorei as reportagens. Gostaria de saber se eles não despacham vinhos de mendoza e chile para o brasil. Pensamos em comprar e pedir para entregar aqui. Vocês sabem se isso é possível? Obrigada.