Mumm Cuvée Spéciale Extra Brut

Espumante Mumm Cuvée Speciale Extra BrutTodos gostam de vinho espumante, parece que as borbulhas permeiam o imaginário das pessoas, trazendo sensações de alegria e contentamento. Mas qual será o “tipo” de espumante que faz mais sucesso? Uma resposta apressada pode sugerir o Champagne, o estilo de vinho não tranqüilo mais famosos mundialmente, porém, falemos francamente, quantas pessoas realmente gostam de Champagne quando provam pela primeira vez? Quase nenhuma, principalmente quando apresentadas as versões secas. O suposto problema reside na acidez aguda dos bons espumantes, que dificilmente agrada pessoas não habituadas, provocando uma imediata repulsa. Vale aqui fazer uma ressalva, toda a classe, a complexidade e a longevidade dos melhores Champagnes derivam da sua acidez, sem esse elemento o espumante é apenas mais um vinho banal. Para contornar essa paradoxal dificuldade de apreciar um bom Champagne, e também para conquistar outras fatias de mercado, as tradicionais maisons de Reims e Epernay estenderam seus domínios no Novo Mundo. O estilo empregado em países como Estados Unidos, Argentina e Brasil é mais acessível, fácil de beber e não estoura a conta bancária. O vinho já não é mais Champagne, porém alguns exemplares – somente aqueles mais caros – podem resgatar aquele cheirinho de padaria e confeitaria, típico dos melhores vinhos borbulhantes. O Mumm Cuvée Spéciale Extra Brut, produzido na Argentina, segue a proposta da acessibilidade. Esse espumante é barato, fácil de beber e, obviamente, deixa a desejar em elegância e complexidade. Cor palha, ligeiramente verdoso, com perlage pouco persistente. Nariz frutado com boa intensidade, evidenciando uvas maduras (lembra moscatel), frutas cítricas e algumas notas de fermento de pão. Acabamento razoável, deixando um final de boca alcoólico. Existe muito açúcar residual, apesar da designação Extra Brut.

Bom
Não é um grande espumante, mas também não é caro. Pode ser uma boa opção para festas e eventos sociais.
Grad. Alcoólica: 12,5%
Preço: R$23
Importadora: Pernod Ricard

  • Gio Romano

    desculpa aos amigos, a Mumm pode ter um pouco a menos de aroma, mas as bolhas são melhores que a Chandon e Salton….

  • http://www.peqprazeres.blogspot.com Cláudia Merquior

    Também não acho este espumante de todo mau, ainda que seja pobre em aromas e sabores. Por esse valor, porém, prefiro outros espumantes nacionais, como o Salton Poética (brut rosé). O Chandon e o Nieto Senetiner são bons, porém estão numa faixa de preço acima do Mumm.

    Abs!

  • Eduardo Lobato

    Acaba de comprar um Argentino, Nieto Senetiner.
    As informações acima vão em servir para uma boa escolha na próxima vez.

  • Pingback: QVinho faz aniversário de 1 ano | QVinho - Blog de vinhos, gastronomia e espresso

  • http://www.espressa-mente.blogspot.com carioca

    Prefiro o concorrente direto…chandon. ao menos é melhor filtrado, melhor sabor, excelente para ocasioes informais!

    abs,

  • Daniel

    Realmente, esses espumantes estão com pouca acidez e acabam agradando mais os iniciantes. Pra mim esses produtos estão longe de bons espumantes!

  • Juliana

    Por esse valor, prefiro o espumante também argentino Nocturno!

    Abs,
    Juliana