Château Climens 1997

Se Sauternes remete obrigatoriamente aos grandes vinhos brancos doces de Bordeaux, um nome é praticamente sinônimo dos vinhos dessa apelação: Château D´Yquem. Sim, o mítico Château, hoje nas mãos do conglomerado LVMH, é uma unanimidade entre os especialistas como o melhor vinho branco doce da França, e também um dos mais caros. Não por acaso outros rótulos excelentes de vinhos de Barsac e Sauterners ficam muitas vezes ofuscados diante do célebre vizinho. Até mesmo em rodas de conversa de iniciantes no mundo do vinho, o Château D´Yquem não será um nome estranho. Porém, nesse mesmo grupo, quantos já ouviram falar do Château Rieussec (Barons de Rothschild), Château Doisy-Daëne, Château Coutet, ou mesmo o Château Climens? Poucos deles, ou talvez ninguém, embora esses vinhos sejam são verdadeiras preciosidades, e cheguem a custar 1/5 do Château D´Yquem. Mas o fato é que boa parte do mercado de Sauternes é dominado pelos wine merchants que trabalham para as grandes Casas de Leilões, e obviamente, o Château D´Yquem é a jóia da coroa. Nesse cenário de especulação, os mercados emergentes da Russia e China, tem um papel fundamental para puxar o preço do vinho para as alturas. Aqui no Brasil, a safra 2005 do Château D´Yquem pode chegar a custar R$6.800,00 a garrafa. Ou seja, apesar do D´Yquem ser realmente extraordinário, se você não é um milionário Russo ou Chinês tire seu cavalo da chuva, e trate de procurar outros rótulos mais acessíveis para meros mortais (categoria a qual eu me incluo).

Os vinhos do Château Climens não são uma barganha, mas em se tratando de Sauternes já figuram num patamar mais razoável de preços. Lá fora é possível comprar uma garrafa (375ml), de uma safra mais jovem, a partir de U$60. A propriedade de 30 Ha do Château Climens, pertecente desde 1971 a família Lurton, está localizada no ponto mais alto de Barsac, e sem dúvida, é um dos terroir mais nobres da região. Os vinhedos de Semillon possuem uma idade média de 35 anos, com um adensamento de 6.600 plantas/ha, resultando numa produção anual de 30 mil garrafas. O Château Climens Barsac 1997, feito 100% a partir uvas Semillon, apresentou um belíssima cor dourada, com um bouquet muito intenso e perfumado, ressaltando notas de abacaxi, casca de laranja, flores brancas e baunilha; sem esquecer da marcante presença da Botritys. Complexo, com boa estrutura na boca, além de um perfeito equilíbrio entre doçura e acidez, garantindo o frescor caraterístico de um bom Sauternes-Barsac.

Um vinho extraordinário, marcado por complexidade e muita elegência.
Preço USA: U$ 110,00
Preço Brasil: R$598 safra 2007 (375ml)- Importadora Grand Cru