M.Chapoutier Châteauneuf-du-pape La Bernardine 2003

Châteauneuf-Du-Pape é uma denominação bem conhecida, que costuma apresentar bons vinhos, alguns excelentes, mas com uma relação qualidade/preço um pouco suspeita. A legislação francesa permite a utilização de 13 varietais para a produção do Châteauneuf, mas no La Bernardine predominam Grenache e Syrah. Mostrou-se vermelho rubi escuro, com lágrimas transparentes e abundantes. Nariz com presença de frutas vermelhas do bosque, caramelo e farmácia. Corpulento, redondo, alcoólico mas com final de boca doce e agradável. M.Chapoutier é um produtor de prestígio, que costuma receber notas muito altas de Robert Parker, mas esse Châteauneuf-du-pape não fez jus a fama. Um bom vinho, mas com preço muito elevado.

M.Chapoutier Châteauneuf-du-pape La Bernardine 2003

Muito Bom
Deixou um pouco a desejar, mesmo assim é um vinho muito bom, com características típicas da região onde foi produzido
Importadora: Mistral
Preço: R$155
Grad. Alcoólica: 14,5%

  • Pingback: Encontro Mistral 2008: Vinhos recomendados - Parte I | QVinho - Blog de vinhos, gastronomia e espresso

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    O La Bernardine 2003 quando provamos me pareceu um pouco fechado. No entanto o da safra 2004 que provei na quarta-feira (se não estou enganado era essa safra que estava no Encontro da Mistral) de fato estava excepcional. Um bouquet intenso, frutado e complexo; na boca ótima concentração, muita elegância e persistência.

  • Mariana

    Tomei o La Bernardine safra 1998 em 2007, já era um vinho evoluído de 9 anos. Foi uma ótima safra principalmente no Sul da França em Rhone. Uma bela cor granada com bordas acobreadas, no nariz mostrou geléia de ameixas pretas, amoras maduras e especiarias, algo defumado.
    Na boca, ótima concentração de sabor, ficando no mesmo diapasão que nariz. Taninos suaves e doces. Elegante e ótimo retrogosto.
    Recentemente tomei o La Bernardine no Encontro Mistral, safra 2005, novo, mas já pronto para o cópo, uma delícia!
    Abraços