Mondot – Saint-Émilion Grand Cru 2004

Chateau Mondot – Bordeaux Saint-Émilion Grand Cru 2004Enfim retornamos à ativa! Depois de um curto período de férias, volto a escrever para o QVinho. É claro que degustei muitos vinhos nessas semanas – alguns muito bons, outros lamentáveis – mas para iniciar o ano de 2008 com o pé direito, vou começar por um excelente Bordeaux – o Mondot – segundo vinho do Château Troplong-Mondot, produtor Grand Cru Classé de Saint-Émilion. Numa região como Saint-Émilion, famosa pelas pequenas propriedades, pelos “vinhos de garagem”, os 33 hectares do Château Troplong-Mondot colocam este produtor entre os maiores dessa denominação. Os vinhedos são de Merlot (90%), Cabernet Sauvignon (5%) e Cabernet Franc (5%), com idade média de 35 anos, plantados em solo argiloso composto por camadas sedimentares de calcário e sílex. Um solo fantástico, compartilhado por outros grades nomes da região, como o mítico Château Ausone e o caríssimo Château Pavie – este último faz divisa com o Troplong-Mondot. Apesar da nobre vizinhança, o Troplong-Mondot e o Mondot não são vinhos proibitivos, pelo menos na Europa. O preço pode variar muito, dependendo da safra, já vi Troplong-Mondot com preços de 60 a 800 dólares! Aqui no Brasil qualquer safra meia-boca passa dos US$ 400. Já o Mondot é bem mais acessível, custa algo em torno dos 22 euros na França, mas é muito difícil de achar fora de lá.

O nosso Mondot 2004 – um presente de colegas que moram na França – não decepcionou. Bela cor rubi com certa transparência; halo grená e lágrimas persistentes com pouca pigmentação. Nariz sutil e complexo, revelando uma discreta fruta vermelha madura; notas de especiarias, ervas secas e, como esperado, aquele toque mineral típico do Bordeaux de estirpe. Corpo médio, como taninos sedosos e boa acidez. Final agradável com boa persistência. O Mondot não é um vinho para competição, já que um degustador apressado poderia facilmente achar que falta concentração, corpo e intensidade. Sim, talvez seja verdade, mas também não custa os olhos da cara! Se você não liga para “pontos” e “notas”, no Mondot você poderá encontrar muito dos elementos de um grande Bordeaux, deixando-se seduzir pela originalidade de um terroir abençoado; esquecendo por um instante as tubaínas sabor tutti-frutti/carvalho que inundaram o mercado.

Excelente
O Mondot é um Bordeaux delicioso, cheio de nuances terrosas e minerais que raramente são encontradas em vinhos do novo mundo. Uma oportunidade de conhecer o famoso terroir de Saint-Émilion sem estourar a conta bancária.
Grad. Alcoólica: 14%
Preço: 22 euros em Paris

  • Pingback: Lista dos Top 10 Melhores Vinhos de 2008

  • ISE

    Tubaína, hahaha…Boa comparação!

  • http://www.qvinho.com.br Jackson

    Prezado Marco, a informação que tenho é que o Troplong-Mondot é comercializado no Brasil pela Terroir (SP). Agora, não sei se eles estão trazendo também o segundo vinho desse Château.

  • Marco Antônio

    E no Brasil, vocês saberiam me dizer se alguma loja vende esse vinho e qual o valor? Abraços