La Vendemmia 2007 – Piemonte

Enganou-se quem achou que as incursões da nossa amiga Amanda pelo mundo do vinho tinham terminado. Acabam de chegar novidades fresquíssimas direto da Itália. Mais especificamente sobre a Vendemmia que acontece nos meses de setembro e outubro. A época da colheita, na maioria dos países com tradição vitivinícola, é um período de muita alegria e festa. Claro, se o clima contribui e o ano é favorável aos produtores, a festa é ainda maior. Na Itália, a Vendemmia, não poderia ser diferente. Não me refiro apenas as grandes festas patrocinadas pelas cidades, associações, consórcios etc, mas as pequenas reuniões familiares que perpetuam a tradição de fazer o seu próprio vinho. Foi exatamente essa experiência que a Amanda vivenciou numa pequena propriedade rural nos arredores de Turim. É fascinante que mesmo nas proximidades da industrializada Turim ainda existam esses pequenos vinhedos e a tradição de produzir um vinho de qualidade tenha passado de geração em geração. Já em meados de 1600 a burguesia torinese reservava extensas áreas em suas casas de campo para cultivar seus vinhedos. Porém, as terras dessa região e a qualidade de seu vinho foram descobertas muito antes. Para se ter uma idéia, já no século primeiro depois de Cristo, Plinio “Il Vecchio” fazia menção a duas cidades romanas de Alba e Pollenzo como regiões privilegiadas para o cultivo de uvas. Pois bem, essa introdução foi só para dar um panorama da importância do vinho para essa região e para toda a Itália. Mas, deixemos os rodeios de lado e vamos ao que interessa!

Vendemmia no PiemonteDomingo passado fui para a Vendemmia que é a colheita das uvas. Foi uma festa mais particular, na “vinícola” de um amigo, não uma festa como foi a festa de Asti. Fomos para a área rural de Torino onde se encontrava a fazenda deste amigo, eram 12 fileiras enormes de pés de uva vermelha, iríamos colher para fazer o vinho. Foi tudo bem caseiro, não era uma grande vinícola onde se faz vinho para o comércio, é o vinho caseiro mesmo, só a uva que passa numa máquina que separa os raminhos, e já é colocada para fermentar, o vinho é seco mas suave, é daqueles que mancha a boca ao beber.

Chegamos cedo, nos preparamos para a colheita, debaixo de um sol escaldante podamos as uvas (com tesoura e faca mesmo). Foi muito divertido porque a maioria era jovem, todos amigos, todos conversando e brincando enquanto se colhia, fazíamos uma pausa quando chegava pizza (caseira e deliciosa) e o vinho da colheita passada. Os italianos estavam bebendo o vinho desde cedo, eu achei melhor deixar pra hora do almoço porque debaixo daquele sol, com vinho quente, colhendo uva… UFA! Só eles pra aguentarem mesmo. Vendemmia no PiemontePassamos a manha inteira e parte da tarde colhendo as uvas, as vezes até tinha competição de quem tirava mais uvas, quem tinha acabado a fileira antes. Eu terminei a primeira fileira, mas estávamos num grupo de 5… as outras tinham no máximo 3 pessoas! No meio da colheita, a Nonna (a vovó, a mais velha da casa) chegava, ela fazia o controle, se estávamos cortando certo, pegando tudo…Foi uma das partes mais divertidas, quando víamos a Nonna chegando todo mundo começava a trabalhar sério, catar as uvas que caíam no chão, todo mundo com medo dela, mas na verdade era uma senhora muito querida!

Depois da colheita tem a melhor parte: comida! Comida aos montes, farta, deliciosa! Tinha porco, salsicha, frango, batata, saladas… Tudo muito gostoso e acompanhado do vinho caseiro. Acho que vocês podem imaginar aquela cena bem italiana, de família: duas mesas grandes cheias, comida daqui, vinho de lá, conversa daqui, brinca dali… Molto divertente! Eu não sou muito de comer, mas comi muitooo, tinha que experimentar de tudo! Depois de tanta comida, muita conversa, e o lanche da tarde; que era pão com gorgonzola (das melhores!) e mais vinho! E se passa assim o dia até quase 23hrs da noite, comendo muito, bebendo muito e conversando muito.

Vendemmia no Piemonte

É uma festa para eles, tradição de mais de 8 anos naquela vinícola (se não me engano). Falei com o pai desse meu amigo, ele me contou que adora essa festa, que faz lembrar de quando ele era garoto e participava daquelas vendemmias grandes, onde os homens trabalhavam e as mulheres ficavam cantando… E isso ele já passou pro filho, vai passar para o neto e por aí vai…

  • alexandre

    como trabalhar na colheita de uva em Portugal?

  • http://obugio.blogspot.com Robson Chaves

    Estranhei aquela garrafa de coca-cola na mesa.

  • http://blog.manalais.com.br Jemon

    Olha, Amanda, fiquei com água na boca só de ler, imagine estar aí. Com certeza, deve ser uma experiência inesquecível!