Afrós Escolha 2006 – Quinta do Casal do Paço

Vinho verde Afrós Escolha 2006 - Quinta do Casal do Paço PadreiroMuito embora algumas pessoas ainda tenham um certo preconceito em relação aos vinhos brancos, e os considerem inferiores a maioria dos tintos, temos que ressaltar que nesses dias quentes não há companhia melhor para um almoço que um bom vinho branco. Algumas semanas atrás, em nossa última harmonização (vongole e vinho verde), degustamos o Afrós Loureiro 2006, produzido na Quinta Casal do Paço Padreiro, em Arcos de Valdevez. A propriedade com vinte hectares está situada nas suaves encostas do Vale do Lima, em pleno coração do Minho, e pertence, desde meados do século XVIII, à família Vaz Guedes. A linha de vinhos Afrós faz parte de uma estratégia de revitalização vitivinícola da Quinta do Casal do Paço, que inclui a reestruturação dos vinhedos, modernização da adega e aquisição de novos equipamentos. Esse toque mais ousado está presente até mesmo nos contra-rótulos, que ao invés das habituais informações técnicas, contém poemas dedicados aos vinhos. A própria inspiração do nome Afrós vem da mitologia grega, da Deusa Afrodite, que significaria “nascida da espuma”. O Afrós Escolha 2006 também é confeccionado com a casta Loureiro, mas com uma diferença, o Escolha é maturado 8 meses em barricas de carvalho francês, e são produzidas apenas 2.250 garrafas. O vinho exibiu cor amarelo-palha de pouca intensidade e mostrou-se levemente frisante. Nariz com um delicado bouquet cítrico e floral, em perfeita harmonia com leve fundo de baunilha. Um vinho jovem com uma textura cremosa, acompanhada da típica refrescância do Vinho Verde, dada pela sua acidez marcante. Muito equilibrado graças a sua boa estrutura e doçura residual. Final longo e refrescante.

Muito Bom
O Afrós faz parte de uma nova geração de Vinhos Verde. Apesar da passagem no carvalho, o resultado é muito elegante o que permite uma perfeita integração com a culinária.
Grad. Alcoólica: 12,5%
Preço: 7 euros (ainda não representado no Brasil)